A tentação da violência

A tentação da violência
2 – Após os acontecimentos de 11 de Setembro nos EUA com o derrubar das torres gêmeas, a consciência humana tem refletido sobre uma das tentações mais freqüentes em nossos dias – a violência e a necessidade da construção da paz. A tentação da violência tem a sua raiz nas tentações do povo de Deus no deserto e nas de Cristo: possuir bens sem medida, dominar sobre os outros, tornar-se protagonista. Um dos caminhos que Satanás propõe para subverter a ordem do Criador é a violência em qualquer uma das suas formas atuais. Nos últimos anos a violência está cada vez mais perto da porta da nossa casa.

Embora os casos mais graves de violência que nos afligem aconteçam em países amigos onde vivem as nossas comunidades migrantes, e a morte violenta se tornou rotina, hoje, lamenta-se cada vez mais o número de pessoas que sofrem algum tipo de violência. Preocupados com a situação queremos descobrir motivos para compreender ou explicar os atos de violência que começam pela violação dos direitos das pessoas, geralmente dos mais débeis e indefesos, e termina, por vezes, em mecanismos estruturais de violência.

A debilidade humana, que no livro do Gênesis leva Caim a matar Abel, estende-se sobre a humanidade e, como nuvem escura, paira sobre nós, embora com tonalidades diferentes. A origem da violência é muito complexa, o que não podemos aceitar é a explicação dos que vêm nela um fenômeno banal e até normal.

Funchal, 17 de Fevereiro de 2002

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.