A primeira caridade é anunciar a verdade

“A primeira caridade que compete aos cristãos, a mais essencial, a que precede toda outra, é a caridade da verdade; oferecer a verdade de uma vida humana com sentido pleno para ser vivida: com Deus no fundo”, afirmou recentemente o Cardeal Ricard Maria Carles, Arcebispo de Barcelona, em sua carta pastoral semanal aos fiéis da arquidiocese.

Mais adiante, afirmou que “falar de Deus é sempre um risco, mas é mais perigoso censurar sistematicamente, como se faz, toda menção d Aquele que é tudo” e acrescentou que “esta censura ou crítica tão atual é um dos empobrecimentos da vida social moderna, na qual estamos condenados a fazer tertúlias sobre os argumentos sem valor, e nos proíbem de falar o que tem verdadeiramente valor”.

Por outro lado, exortou a todos os membros da Igreja a “não ter nenhum complexo diante da cultura nascida do agnosticismo e do ateísmo modernos. Após haver parecido triunfante, esta cultura parece ter alcançado o desenlace do nihilismo”. “Este complexo de inferioridade – comentou – e este sentimento de temor afligem e paralisam numerosos crentes”.

Entretanto, afirmou que “nossa aventura cristã não perdeu nada de seu valor” e que tem um papel imprescindível na mudança rumo a uma cultura de vida “com perspectiva de esperança e abertura para a eternidade”.

Fonte: SN

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.