Financeiro

A culpa é da crise econômica? Tome uma atitude!

Como driblar a crise econômica?

É verdade que o Brasil não é para iniciantes. Crise e desemprego sempre nos acompanharam lá e cá, inflação alta e corrupção sem medida. Contudo, é mais fácil colocar a culpa na economia que anda mal do que buscar um novo emprego ou estudar uma nova habilidade, trabalhar alguns finais de semana para pagar as contas. O ser humano, por definição, busca estar sempre em sua zona de conforto. Que tal sair da bolha e buscar algo novo para ajudar nas suas economias?

“The Early Birds Catches de worms”

“O passarinho que chega cedo bebe água limpa” ou, ao pé da letra, o provérbio em inglês fala sobre o pássaro que chega cedo pega a minhoca. Existem inúmeros casos de pessoas que estavam atoladas em dívidas e acabaram saindo, milagrosamente, delas ao buscar mudar suas atitudes. Sim, Deus abençoa aqueles que trabalham e trabalham duro.

A-culpa-é-da-crise-econômica-Tome-uma-atitude

Foto Ilustrativa: Bruno Marques/cancaonova.com

O milagre, muitas vezes, na Bíblia veio acompanho de uma atitude: o cego que gritou por Jesus, largou seu manto e, como num salto, foi ao encontro d’Ele e pediu o que precisava. Note o leitor a revelia e deboche dos que ali estavam. A mulher que sofria de hemorragias espremeu-se entre a multidão e tocou em Jesus num ato de pura ousadia e fé. Qual dessas atitudes, com relação a sua carreira, ao seu emprego, as suas economias, você precisa agir para ser abençoado?

Faça sua parte!

Nós precisamos assumir responsabilidades sobre nossos erros e acertos. Sim, muitos enfrentam duras jornadas e batalhas diárias, mas também muitos saíram do nada e, hoje, vivem muito melhor financeiramente, porque fizeram a sua parte. Fazer a sua parte, neste contexto, não é apenas cumprir a sua obrigação, o que seu chefe manda, mas ir além, ser proativo, fazer mais do que foi pedido, ter iniciativa.

Leia mais:
.: Diálogo financeiro e a organização do orçamento familiar
.: Equilíbrio financeiro familiar
.: Não tenha medo de mudar os rumos da sua vida
.: Você tem disciplina financeira?

Recentemente, li o caso de uma pessoa que, ao passar o fim de ano na Canção Nova, pedia a Deus, insistentemente, a graça de um novo emprego, pois já não aguentava mais trabalhar em um banco. Em poucos dias, a oração e a atitude de teve um desfecho inesperado. Essa pessoa foi demitida. O que para muitos seria um desastre, Deus a inspirou a montar uma grife de moda católica, e hoje está muito bem por sinal. Além de trabalhar com o que ama, ganha melhor e pode ajudar outras pessoas, gerar emprego e renda para o país.

A fé unida à ação, à atitude, ao esforço, à entrega a Deus e um desfecho grandioso. Se você está na inércia, esperando algo acontecer do nada, eu o provoco a orar a Deus e sair do sofá, do wi-fi e correr, como o pássaro, com as bênçãos de Deus, atrás da sua minhoca.


Bruno Cunha

Economista, Professor e Missionário da Comunidade Canção Nova, Bruno Cunha possui 20 anos de experiência na área de Finanças, Macroeconomia, Mercado Financeiro, Economia, Educação Financeira, Finanças pessoais e Administração Financeira e Orçamentária. Mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Taubaté (UNITAU), possui MBA pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente, é professor e assistente de coordenação do curso de Administração na Faculdade Canção Nova (FCN).

comentários