Confiança na provação

Oração, fonte de sustentação na vida de Tobit e Sara

O poder da oração frente às provações de Tobit e Sara

Oração é sustento e fortaleza nos momentos de provação e dificuldades na vida das pessoas. Ela tem o poder de elevar a nossa intimidade com Deus, experiência essa que Tobit, pai de Tobias, teve no auge de sua angústia quando chegou a exprimir: “Entristecido no meu íntimo, pus-me a suspirar e chorar, e comecei a orar entre gemidos” (Tobias 3,1).

No tempo atual, existe a necessidade de relacionar a humanidade com a espiritualidade, ou seja, caminhar no concreto do dia a dia com o coração na presença de Deus.

Oração, fonte de sustentação na vida de Tobit e Sara
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Oração de Tobit e Sara

É comum ver nas pessoas que estão passando por sofrimentos e dificuldades na vida a amarga experiência do desalento, da angústia e da não aceitação de uma realidade da dor.

Diante desses infortúnios cotidianos, pode-se aprender muito com a experiência de Tobit, que, em vez da reclamação e do desespero em meio às provações, aflições e insultos pelo qual estava passando, decidiu-se pela oração, que “é a elevação da alma para Deus ou o pedido feito a Deus de bens convenientes” (CIC 2559). Ele rezou da seguinte maneira: “Tu és justo, Senhor, e são justas todas as tuas obras. Todos os teus caminhos são misericórdia e verdade, e tu julgas o mundo. Agora, Senhor, lembra-te de mim e olha para mim” (Tb 3,2-3).

Leia mais:
:: Como passar pelas provações a exemplo de Tobit
:: Sete passos para ser fiel na vida de oração
:: Benefícios da vida de oração
:: Como devo reagir à oração não respondida?

Após a oração de Tobit, a Sagrada Escritura apresenta a figura de Sara, filha de Raguel, que, no mesmo dia de insultos dirigidos a Tobit, também recebeu “insultos de uma das criadas de seu pai” (Tb 3,7), referente ao fato de os homens que lhe haviam sido dados em casamento terem morrido, pois “Asmodeu, o demônio malvado, matava-os antes de terem relações com ela” (Tb 3,8). Sara, assim como Tobit, faz uma oração a Deus, exaltando Sua misericórdia e pedindo que a livrasse dos insultos, na humildade que “é o fundamento da oração” (CIC 2559).

Em nossa vida, não entenderemos, muitas vezes, o porquê dos sofrimentos que nos afligem, mas precisamos ter a clareza como a de Tobit, de que Deus é justo e os Seus caminhos são misericórdia e verdade (cf. Tb 3, 2), por isso, o melhor lugar é onde Deus está.

Com isso, a nossa casa, família, matrimônio, comunidade, local de trabalho e estudo precisa estar na perspectiva de que existe um Deus que está conosco a todo instante, pois não estamos sozinhos, Ele nos ouve em nossas provações e tribulações e nos dá a paz.

Tobit e Sara atendidos

Muitas pessoas, ao fazerem suas orações, esperam uma resposta de Deus imediata ou instantânea, mas rezar é ir além de simplesmente pedir coisas, é relacionar-se e ter intimidade com o Senhor, que nos ama e nos conduz no caminho de santificação.

“Não te aflijas se não recebes imediatamente de Deus o que lhe pedes: pois Ele quer fazer-te um bem ainda maior por tua perseverança em permanecer com Ele na oração. Ele quer que nosso desejo seja provado na oração. Assim Ele nos prepara para receber aquilo que Ele está pronto a nos dar” (CIC 2737).

Claro que Deus também nos responde, basta ver como exemplo a sequência dos ocorridos na vida de Tobit e Sara, que passavam por grandes provações, aflições e insultos, mas que, ao recorrerem ao Senhor, “na mesma hora foi ouvida a oração de ambos, na presença da glória de Deus. E o anjo Rafael foi enviado para curar os dois: a Tobit, para tirar as escamas das manchas brancas de seus olhos, a fim de que pudesse enxergar com seus olhos a luz de Deus; e a Sara, filha de Raguel, para dá-la como esposa a Tobias, filha de Tobit, e prender Asmodeu, o demônio malvado“ (Tb 3,16-17).

Doutrina da Igreja

Mesmo diante dos conflitos e dilemas interiores, precisa-se cultivar a certeza de que Deus é presença na vida de cada um de nós seus filhos, seja no amor, no consolo, acolhimento e perdão. Porém, é preciso que todos estejam decididos por Seu amor e fidelidade, para assim continuar buscando Deus pelo que Ele é, e não somente por aquilo que Ele pode realizar na vida de cada um.

Assim, diante das provações e sofrimentos, a oração traz esperança de um futuro melhor. Como pode se ver no testemunho de Tobit e Sara, que chegaram até a querer desistir da própria vida, mas a fidelidade e oração a Deus no amor, os redirecionaram para a vontade do Senhor, que é sempre o melhor e único caminho para a felicidade.

combatentes_na_oracao


Márcio Leandro Fernandes

Natural de Sete Lagoas (MG), é missionário da Comunidade Canção Nova e candidato às Ordens Sacras. Licenciado em Filosofia pela Faculdade Canção Nova, Cachoeira Paulista (SP), Márcio Leandro é também Bacharelando em Teologia pela Faculdade Dehoniana, em Taubaté (SP). Atua no Departamento de Internet da Canção Nova, no Santuário do Pai das Misericórdias e nos Confessionários.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.