Vale a pena?

Namoro às escondidas

Quais motivos alguém teria para viver um namoro às escondidas?

Quando estamos apaixonados, queremos que todos conheçam os motivos da nossa felicidade. Apesar disso, há quem esteja namorando há um tempo, mas prefere manter em segredo a nova experiência.

Namoro às escondidas - 1600x1200
Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Poderiam ser muitas as justificativas para esse tipo de relacionamento, desde a dificuldade de aceitação dos pais, as diferenças de idade e até mesmo o fato de um dos dois já viver uma relação com outra pessoa. Mas que motivos alguém teria para manter o namoro em segredo se a pessoa com quem se relaciona o faz feliz?

Um namoro secreto, apesar de todas as manobras que o casal precisará fazer para viver seus encontros, tem início, muitas vezes, na maneira avançada como aconteceu a primeira aproximação. Talvez, a liberdade que já existia na amizade ou nas conversas permitiram que os casais fossem além daquilo que estabelecia as fronteiras da amizade. Intimidade semelhante também pode acontecer entre chefes e secretárias, professores e alunos, entre outros.

A convivência diária poderá facilitar tais laços se entre eles não forem estabelecidos limites, especialmente se há algum tipo de impedimento por parte de um deles.

Muitas pessoas, embora sejam completamente livres para assumir seus relacionamentos, vivem como amantes do próprio namorado. Outras, por estarem namorando alguém já compromissado, sujeitam-se às oportunidades oferecidas pelo vácuo dos encontros.

Ainda que o casal decida viver o namoro, em hipótese alguma o acordo entre eles permite revelar a verdade sobre a atual situação; mesmo que o tempo de convivência tenha demonstrado que o relacionamento está ficando cada vez mais intenso.

Limitações de um namoro escondido

Um namoro iniciado nessas condições elimina todas aquelas gostosas atividades que comumente vivem os apaixonados, tais como passear juntos, ser apresentado aos amigos e contar para o mundo, nas redes sociais, que está num relacionamento sério com fulano.

O doloroso pacto de silêncio entre os namorados os força a viver como bons amigos. Diante dos conhecidos, a pessoa precisará simular o comportamento de quem traz apenas um grande afeto por aquele que, na verdade, está apaixonado.

O peso de um namoro às escondidas faz com que os casais não possam atender ao telefone quando a chamada for do namorado, não permite que eles se falem quando a saudade bater à porta ou viver outras coisas comuns para a maioria dos apaixonados. Assim, essa experiência, que deveria ser um motivo de felicidade, acaba se reduzindo em breves e limitados encontros.

É verdade que o casal até poderia se encontrar em lugares públicos, mas desde que o comportamento fosse apenas de pessoas “conhecidas”, ou seja, sem beijos, toques, afagos e outros carinhos pertinentes ao namoro.

Leia também:
:: Término de namoro: como o homem reage?

:: Término de namoro: como a mulher reage?
:: Namorar uma pessoa mais velha dá certo?
:: Seis passos para melhorar o diálogo no relacionamento

Ser tratado como namorado quando convém

Há também aqueles que tratam a pessoa como namorada apenas quando lhe é conveniente. Na expectativa de oficializar o relacionamento, a pessoa mais apaixonada deixa passar os dias, meses ou anos, vivendo o “caso secreto” segundo a vontade do outro.

O relacionamento perece

O relacionamento sem vínculos para com o outro parece não ter futuro, pois, além de comprometer a autoestima do namorado, há também a possibilidade de a pessoa se fechar para um verdadeiro e compromissado namoro. O grande risco para quem se vê envolvido nesse tipo de união será de perceber que está investido a sua vida num relacionamento instável, no qual mal consegue definir o verdadeiro estado de vida dentro desse tipo de relação.

Um verdadeiro relacionamento robustece a nossa autoestima e nos traz ânimo. Do contrário, qualquer outro tipo de namoro descompromissado traz somente preocupação e insegurança.

Um abraço,
Dado Moura

Livro As Cinco Fases do Namoro

Click e adquira em nossa loja loja.cancaonova.com


Dado Moura

Dado Moura trabalha atualmente na  Editora Canção Nova, autor de 4 livros, todos direcionados a boa vivência em nossos relacionamentos. Outros temas do autor estão disponíveis em www.meurelacionamento.net twitter: @dadomoura facebook: www.facebook.com/reflexoes

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.