Rótulos e Conteúdos

Quaisquer produtos comercializados nos supermercados trazem consigo um rótulo na embalagem. Quanto mais chamativo o rótulo, tanto maior será a chance de o consumidor observar o produto. As estratégias são muitas para atrair a atenção do consumidor: cores, letras… Fato é que o rótulo é algo imposto pela indústria visando a visibilidade e aquisição do produto. Cada olhar o [rótulo] contempla a partir de uma perspectiva particular. Há rótulos que atraem e há aqueles que causam repulsa. Olhar o rótulo de cada embalagem é sempre um jeito singular de ver cada produto exposto nas prateleiras.

Nas prateleiras da vida, muitas pessoas têm sido julgadas como um produto qualquer. Muitas pessoas, ao longo da vida, foram adquirindo rótulos impostos pela sociedade. Há indivíduos com rótulos chamativos que atraem a atenção de um grande número de pessoas. Quem carrega consigo um estereótipo sabe como é difícil se libertar dele. Muitos passam a vida toda carregando um rótulo já vencido pelo tempo dos sofrimentos e das decepções. Outros ainda tentaram arrancar um rótulo que lhes foi imposto. Contudo desistiram ao longo do caminho e hoje vivem presos a uma marca que não condiz com o que vivem hoje.

Quem já tentou retirar algum rótulo de uma embalagem de vidro sabe a dificuldade que é. Muitos destes estão de tal forma colados na embalagem que é preciso muita persistência e força para que sejam arrancados.


Assista: “Dinâmica da semente e da ressurreição”, com padre Fábio de Melo


Jesus sempre olhou para o ser humano além dos rótulos que a pessoa carregava consigo. O olhar misericordioso de Cristo adentrava os territórios desconhecidos da alma humana e percorria os campos da tristeza e das lágrimas escondidas em noites de sofrimento. Para o Senhor não importava a ideia preconcebida que atraía a atenção de outras pessoas. O interesse de Jesus era pelo conteúdo que habitava o coração de cada um.

Foi assim que o olhar da pecadora que estava prestes a ser apedrejada encontrou-se com o olhar amoroso de Cristo. Enquanto todas tinham nas mãos as pedras da raiva e da condenação, Jesus trazia nas mãos as flores do perdão e da misericórdia. Enquanto todos olhavam o rótulo de uma embalagem já desgastada e vencida pelo tempo do pecado e dos erros, Cristo olhava o conteúdo das possibilidades de um novo tempo adormecidas naquele coração sofrido pelos erros de um passado que insistia em não se despedir.

No encontro com Jesus, aquela mulher já condenada pela sociedade descobriu a chance de reescrever novas páginas do livro de sua vida de uma maneira totalmente nova. Foi diante do amor de Cristo que aquela mulher viu o rótulo de seus pecados caírem por terra, restando somente uma nova manhã de paz.

Jesus Cristo sabia dos estereótipos que a pecadora trazia impressos em sua vida, mas Ele também sabia que somente com o amor ela teria a chance de retirar de sua alma o peso de uma vida sem sentido. Foi diante de novos olhares, que não a condenavam pelos seus erros, que ela encontrou o caminho para recomeçar uma nova vida de acertos.

Enquanto todos reconheciam que as pedras trazidas nas mãos eram os rótulos que também tinham na alma, aquela mulher despediu-se de um passado de erros e começou a trilhar o caminho de um novo tempo.

Se um passado de erros fez da vida um rótulo sem sentido, Cristo faz do conteúdo de cada coração um futuro de novas alegrias.

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.