Padroeira do Brasil

A Virgem Aparecida é nossa Mãe: ela nos gera para a vida de Cristo

A Virgem Aparecida é nossa Mãe, nossa ajuda e proteção

Desde crianças, aprendemos a ter grande devoção para com a Mãe de toda bondade: Nossa Senhora Aparecida. Aprendemos isso no berço familiar: no colo da mãe, nos conselhos da avó, no terço rezado pelo pai, na catequese e nas orientações do padre. A Virgem Aparecida é nossa Mãe, nossa ajuda e proteção; é da nossa casa, da nossa vida; Mãe de Jesus e nossa, sempre ao nosso lado. Com ela, conversamos assuntos do dia a dia. Ela não falha, é forte, é amor de Deus por nós. Podemos lhe suplicar em constantes e contínuas preces, e ela se torna nossa advogada.

-A-Virgem-Aparecida-é-nossa-Mãe:-ela-nos-gera-para-a-vida-de-Cristo-

Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Assim, unidos e próximos da Virgem Aparecida, pelos méritos da ‘Mãe de Misericórdia’, e junto daquela que concebera o Verbo cheio de graça e de verdade, nós vamos conceber e dar à luz o espírito da verdade evangélica. Maria nos inicia e auxilia no seguimento do Senhor Jesus Cristo, Seu Filho crucificado. Jesus a deu, como Mãe, a nós. A Senhora de Aparecida é nossa Mãe: ela nos gera para a vida de Cristo; ensina-nos a escutar nosso Senhor, crer e viver Sua Palavra. Ela assim fez quando disse: “Faça-se em mim segundo a tua palavra”.

Aparecida nas águas

A Virgem Aparecida é a eleita e consagrada pela Santíssima Trindade. É instrumento privilegiado do dom central da Encarnação. Assim, nós a contemplamos fazendo parte do desígnio salvífico da Trindade. Nesse sentido, gosto de escutar o que São Francisco rezava: “E rendemo-vos graças, porque, se por vosso Filho nos criastes, pelo mesmo verdadeiro e santo amor com que nos amastes o fizestes nascer como verdadeiro Deus e verdadeiro homem, da gloriosa, beatíssima, santa e sempre Virgem Maria”.

Meditando o Evangelho da Anunciação, apercebemo-nos, logo, do grande dom do Pai: a Sua Palavra, Jesus Cristo: “Esta Palavra do Pai, tão digna, tão santa e tão gloriosa, o altíssimo Pai a enviou do céu, por seu arcanjo São Gabriel, ao seio da Santa Virgem Maria, de cujo seio recebeu a verdadeira carne da nossa humanidade e fragilidade” (São Francisco). Assim, nesses dias, Deus nos deu Sua Mãe, Aparecida nas águas do Paraíba do Sul. Ela nos é dada como presente do céu para nos dar o melhor que podemos desejar: Seu Filho Jesus. Ela é Aparecida nas águas, para ser Mãe de Jesus em nosso viver; quer nos ajudar a gerar, em nós, e a fazer aparecer a vida do seu Filho Bendito, em nossa existência. Ela vai sussurrando o modo de fazer isso: “Fazei tudo o que Ele vos disser”.

Deus nos deu Sua Mãe

Agradecemos ao Pai e cantamos o dom que Ele nos mandou: Seu Filho. Ele o fez nascer da bem-aventurada Virgem Santa Maria. Ela trouxe, em seu santíssimo seio, o Filho de Deus, e ainda O traz, sempre que a invocamos, pois é a cheia de Deus, a Mãe de Deus e nossa Mãe. Somos gratos a Virgem Aparecida pelo presente maior. Somos gratos a Deus por nos dar Sua Mãe.

Leia mais:
::O nome de Maria é doce e suave aos seus devotos
::Confira três alegrias da Assunção da Virgem Maria
::Conheça a humildade divina da Santíssima Virgem Maria
::Há exageros na consagração a Maria pelo Tratado?

Deus nos dá sempre o que de melhor precisamos. Assim, Ele nos deu e dá Sua filha e serva, a Virgem Aparecida, para ser nossa Mãe; e nela Ele se oferece a nós. Assim, na maternidade de Maria, podemos ver a origem da nossa vida evangélica, bem como a origem de toda a Família de Deus. Que maravilha! conhecemos Jesus e podemos viver o Evangelho, porque Maria disse ‘sim’ a Deus!

Maria deu à luz o Deus atraente. Viva a Virgem Aparecida, Mãe de Deus e nossa!


Dom João Inácio Müller

Dom João Inácio Müller é Bispo da Diocese de Lorena (SP) e articulista da Revista Canção Nova. 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.