Os rebentos com seus ramos e suas raízes...

Os rebentos com seu ramos e suas raízes impuras estão sobre a rocha abrupta
(Eclo 40,15)

Existe o bem se são rebentos…

Porque são frutos de uma semente dada ao vento ou pela mão de um semeador.
Seus ramos se extinguem pela força do vento que a tentam colocar no plano certo.

Oh rebento inquieto, oh falta de docilidade, segue o que queres mas não está aberto ao próprio meio que a natureza lhe oferece para ser você, fecundando suas sementes. Parece incapaz de produzir.

Descobriu que as rochas por serem mais altas fará de você um grande rebento,não esqueça.
É na terra , no húmus que se desenvolve grandes rebentos.
Se desejas outra coisa sofrerás, se perderás no que não é teu curso natural.

Vejo teus ramos, pouco mais o vejo preso a rocha nos sol escaldante.
O sol seria benéfico se você estivesse no seu curso natural.
Por que fazes assim oh rebento?

Seguirás dessa forma pois escolheste, mas contemple ao seu redor aqueles que não quiseram subir sobre altas rochas, mas fez o curso natural e é docil a ação do vento. São o que deveriam ser na grande agricultura da vida.

Contemple como brilha os olhos do agricultor pois o seu contentamento diz para que trabalha com tanto empenho nos rebentos da vida cotidiana.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.