Cadê o manual?

Como posso fazer para educar e criar bem meus filhos?

Educar os filhos é uma missão que exige compreensão e sabedoria

Que pai e mãe nunca falaram ou ouviram a célebre frase: “Eles não vêm com manual!”. Eu sou mãe de três e já falei e ouvi, várias vezes, essa frase; ri muito, mas, hoje, penso na quantidade de manuais que recebemos, diariamente, sobre como educar nossos filhos.

É um excesso de manuais que ensinam, de diversas formas, como educar seus filhos, o que você deve ou não fazer, como eles devem ou não se comportar, o que deve ou não ser aceito. Como se eles fossem máquinas que precisassem ser programadas. Ou como se todos fossem tão iguais, que o mesmo manual servisse para todos, “pode confiar, não tem erro!”.

Como-posso-fazer-para-educar-e-criar-bem-meus-filhosFoto: Arquivo pessoal

Cada filho é um

Como eu disse, sou mãe de três, e cada é um de um jeito, mesmo com idades próximas (7,5 e 3 anos). São educados pelos mesmos pais, seguem os mesmos princípios, mas, meu Deus, como são diferentes! E precisam ser tratados assim, diferentes, cada um com sua didática. Somos, constantemente, bombardeados pelas redes sociais, por revistas, por pessoas que, muitas vezes, só estão interessadas no nosso dinheiro, vendendo seus pacotes milagrosos, que transformam nossos filhos em anjos.

Primeiro, filhos não são anjos. Eles são, a princípio, crianças que precisam ser amadas e educadas, mas não à base de ferro e fogo. O alicerce precisa ser o amor. Sei que não é fácil, e, aqui em casa, é uma luta diária!

O mundo vive uma fase em que tudo precisa ser “fast”. Se não for rápido, se não for fácil, está errado. Quem sabe, então, terceirizar nossos filhos seja a solução! Aí, fica bom a creche, a escola em tempo integral (faço uma ressalva, aqui, para os pais que precisam trabalhar o dia todo para levar o sustento para os seus lares. Nesse caso, a creche e a escola em tempo integral são fundamentais!); porém, há aqueles pais que podem, sim, passar mais tempo com seus filhos, mas preferem os encher de atividades durante o dia, para que, ao chegarem em casa, se sintam tão cansados e não deem trabalho nenhum.

Com esse excesso de manuais que temos, acabamos nos esquecendo do essencial: Deus nos deu algo muito melhor, o instinto. Muitas vezes, nele está a resposta para os conflitos que vivemos em nossa casa. É só acalmar nosso coração e ouvir a voz que vem a nós; normalmente, não tem erro!

Sei que existem problemas como TDHA, síndrome de down, autismo… Nesses casos, a ajuda profissional para a família toda é, realmente, essencial. Mas se seus filhos não apresentam nenhum desses problemas, porque não confiar naquilo que você traz de instinto, naquilo que aprendeu com seus pais? A vida é feita de acertos e erros, nossos filhos precisam ver isso, até para não acharem que tudo é perfeito nem que eles não precisam ser perfeitos. Não podemos exigir isso deles.

Passe mais tempo ao lado deles

Pare um pouco de ler esses artigos ensinando como educar seus filhos e passe mais tempo com eles. Talvez, aí já esteja a solução. Com o celular de lado, pergunte como foi a escola, quem são seus amigos, se ele já traz sonhos. Fale do amor que sente por eles, faça um bolo juntos, dê risadas de bobeiras, faça uma brincadeira em família, reze em família, mas não imponha nada. Aos poucos, coloque essas práticas na rotina da casa.

Disse uma vez para uma amiga que a única coisa que uma criança precisa é um lar e amor. Lar não é só uma casa física, tijolos e paredes, mas uma família estruturada, onde há respeito, amor, compreensão, tempo de qualidade juntos, TV desligada um pouco, para desconectar do mundo e estar em família.

Se você teve a chance de ler aquele artigo que escrevi sobre a guerra que as famílias estão vivendo, vai ver que, este artigo, agora, está ligado a ele. Pois se terceirizamos nossos filhos, tornarmo-nos desconhecidos dentro de nossas próprias casas; e aí a desestruturalização do nosso lar já está decretada.

Comece a observar o seu lar e ver como está sua relação com seus filhos, onde ela pode melhorar. Lembre-se de que os filhos são nossa herança, e precisamos cuidar deles. Comece a dar passos em direção a eles, mesmo que não sejam pequenos como os meus, pois a reconciliação é possível, ainda dá tempo de ajustar as estruturas da casa, reconstruir os laços que, com o tempo, foram se desfazendo.

Deus abençoe você e sua família. Faça você o seu manual e nunca se esqueça de que o nosso lugar e o de nossos filhos é o Céu.

Leia mais:
.: O mal dos eletrônicos no desenvolvimento dos filhos
.: Sinais que os filhos manifestam de que há algo errado
.: Aprenda a encarar os primeiros voos dos filhos
.: Como os pais podem auxiliar na alfabetização dos filhos

E se você achar, mesmo assim, que precisa de um manual, vou te dar um:

Oração pelos filhos

Sois, ó meu Deus, o Criador e o verdadeiro Pai de meus filhos.

De Vossas mãos os recebi como a dádiva mais preciosa e cara que me podíeis ter dado, e que a Vossa bondade conserva e mantém em meu poder, para minha consolação e ufania.

Consagrando-me devotamente ao Vosso serviço e amor, eu Vo-los consagro também, para que sempre Vos sirvam e sobre todas as coisas Vos amem.

Abençoai-os, Senhor, enquanto eu, por minha vez, igualmente os abençoo em Vosso sacratíssimo nome.

Não permitais que, por negligência de minha parte, venham eles a desertar, um dia, do caminho da virtude e do bem.

Velai por mim, para que eu possa por eles velar, educando-os no Vosso santo temor, em harmonia com os ditames de Vossa lei.

Fazei-os dóceis, obedientes, inimigos do pecado, para que nunca Vos ofendam, como eu tanto e tanto Vos tenho ofendido.

Colocai-os, Senhor de bondade, sob a maternal proteção de Maria Santíssima, Vossa Divina Mãe e nosso incomparável modelo, para que possam guardar sempre ilibado o formoso lírio da pureza que tanto amais.

Afastai deles as doenças, a pobreza e as riquezas perigosas.

Livrai-os, Senhor, de todas as desgraças e perigos da alma e do corpo, e concedei-lhes todas aquelas graças que eu não sei pedir, mas que lhes são precisas, para que sejam bons filhos e católicos fervorosíssimos.

Fazei, finalmente, meu Deus, que com todos os meus filhos possa eu desfrutar, no seio do paraíso, a doce e eterna ventura que destinais aos Vossos eleitos.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Amém

Fonte: https://www.facebook.com/eventoscn/posts/656938414399216


Kelly Kruschewsky

Kelly Kruschewsky é professora no Instituto Canção Nova. Consagrada permanente na Comunidade Canção Nova, ela é casada com João Paulo Kruschewsky e mãe de três filhos: Pedro, Rafael e Elisa.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.