Tu és Pedro

Celebramos neste dia 22 o primado de Pedro: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” (Mt 16,18). Pedra é rocha, é base sólida onde Jesus quer edificar a Sua casa.

Pedro é um exemplo de pastor e nos mostra a generosidade e a entrega da vida por suas ovelhas.

Nós temos muitos exemplos de testemunhos de grandes Padres que dão a vida pela Igreja, que fazem trabalhos de evangelização em favelas, junto de traficantes e prostitutas, servem diariamente refeições a centenas de pessoas carentes e mendigos; ainda outros que andam longas distâncias em cima do lombo de burros e cavalos para levar a Palavra de Deus aos lugares mais distantes e de mais difícil acesso. Mas isso não é notícia; o ibope é apenas o erro, a carniça.

A tendência da mídia é enfatizar o que é sujo, como urubus rodeando a carne podre; por isso a maioria das notícias são escândalos de padres que cometem pedofilia, abusos sexuais, etc., e quando isso acontece, a notícia vem em massa por todos os meios de comunicação. Enquanto os bons exemplos de padre não recebem destaque.

É impressionante como uma árvore caída na floresta faz mais barulho do que a floresta inteira que cresce.

Hoje enfocamos Pedro, aquele que traz a santa Igreja que o Senhor instituiu, e junto dela estamos nós, um povo pecador. Mas é exatamente isso que a faz santa, que a edifica.

O papa João Paulo II, quando era cardeal, gostava de sair disfarçado às ruas para ouvir o povo, e, numa dessas vezes, ouviu um homem falar mal da Igreja para um grupo que o escutava. O cardeal aproximou-se dele e lhe disse que sua blusa estava suja e questionou se em sua casa não havia água e sabão. O homem, todo envergonhado diante dos amigos, respondeu-lhe que sim. Então João Paulo II lhe disse: “Está vendo, o problema não está na sua casa, pois lá você encontra tudo o que precisa, o problema está em você que não se cuida”. Assim é a Igreja.

Diante da Igreja podemos ter atitudes boas ou más, podemos murmurar ou edificá-la. O melhor é seguir o exemplo de São Francisco de Assis, que viu todos os erros do povo da Igreja, mas não a abandonou, porque a Igreja é mãe, e mãe não se abandona.

Jesus pergunta aos discípulos: “E vós quem dizeis quem eu sou?” Simão Pedro respondeu: ‘Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!'”. Diante da resposta de Pedro, inspirada por Deus, Jesus lhe declara: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” (Cf. Mt 16,15-18).

Essa pergunta que Jesus fez a Pedro, faz também a você, e Ele espera a sua resposta, não só com palavras, mas com gestos, posturas, jeito de ser e de falar. Essa é a melhor maneira de mostrar às pessoas quem é Jesus.

Você que ama a Canção Nova, responda com a sua vida, com o seu gesto concreto, contribuindo com essa obra de Deus. É esse o bem que você pode fazer, é a resposta que você pode dar como trabalhador, como intercessor desse sistema de comunicação.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.