No deserto, eu não caminho sozinho!

“E logo o Espírito O impeliu para o deserto” (Mc 1,12)

Nós necessitamos de ser provados. Loucura? Não! Tanto que Jesus foi conduzido pelo próprio Espírito para o deserto para ser provado!

O ministério, a vocação, o chamado que não são provados, não criam raízes, não são constantes! Deus permite a provação, pois sabe que temos forças, pois Ele mesmo nos dá essa força para superar e assim, sermos aprovados.

É o Espírito Santo que conduz, por isso temos a certeza que mesmo em meio à tempestade Deus está no controle de tudo! O deserto é o lugar de abandono, é o momento em que não vejo nada, sou desprovido de muitos sentimentos, é o momento em que sofro a desolação, da ausência até mesmo das palavras… E quem nunca passou por isso?

O Espírito nos impele para esse deserto para criarmos têmpera, raízes, assim suportar os ventos contrários que se abatem sobre nós.

Mas também o deserto é o lugar do encontro comigo mesmo e com Deus, é o momento em que descobrimos em nós a força, as virtudes que até então estavam escondidas, é tempo de amadurecimento de crescimento na fé. Na fé que não gera em nós apenas sentimentos e emoções, mas a fé baseada em uma certeza: eu não caminho sozinho! Tenho alguém por mim, que está ao meu lado!

Tenha essa certeza! O mesmo Espírito Santo que nos impele para o deserto é o que nos sustentará durante as provas!

“Eu vos disse essas coisas para que, em MIM, tenhais a paz! No mundo havereis de ter aflições, mas CORAGEM, Eu venci o mundo”. (Jo 16,33)

Estamos juntos!
Com carinho e orações

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.