Diagnóstico

3 passos para saber se você precisa de cura interior

A cura interior não é só importante, ela é também é necessária. Precisamos ser curados! E, Deus, quer curar-nos plenamente e, por meio dessa cura, somos restaurados na nossa personalidade. A cura interior é a chave para a cura plena da pessoa. Cada dia é um dia de surpresas que o Senhor nos reserva. Podemos confiar e nos abrir sem medo à ação do Espírito Santo.

Confira 3 passos para saber se você precisa de cura interior

Foto ilustrativa: Wesley Almeida/cancaonova.com

A cura interior é a cura da mente e do coração

Como saber se eu preciso de cura interior? Onde eu preciso de cura interior? Questionamentos fundamentais que, nós, sob luz do Espírito Santo, precisamos fazer e buscar o discernimento, o diagnóstico. Se um médico é cuidadoso em fazer um diagnóstico ao seu paciente, quanto mais nós precisaremos ter cuidado com o diagnóstico das nossas emoções e as das pessoas. É preciso abrir-se ao Espírito Santo, agir em nome de Jesus, agir para o bem, porque Deus trabalha para o bem e para todos aqueles que O amam. Para seguir o exemplo de Jesus que passou pela Terra fazendo o bem, libertando as pessoas do poder de satanás, é preciso concluir esse trabalho, é preciso ter fé e compaixão.

Passos práticos para responder aos questionamentos: eu preciso de cura interior? Onde eu preciso de cura interior?

1º passo:

Saber o que está acontecendo com você. Isso se chama observação. Olhar os sintomas e anotar. Observar tudo: sintomas físicos, doenças físicas que você traz e que se passam com você. Tomar nota de tudo o que acontece no seu corpo. Fazer muitas perguntas a si mesmo, anotar cada detalhe, enfim, tomar nota dos sintomas físicos. É preciso fazer bem feito. Depois de anotar todos os sintomas emocionais, lembre-se de que eles são espelho do que você vive interiormente (Exemplo: quando você está sozinho, o que você sente?). Ficar atento aos sentimentos.

Além disso, tome nota das atitudes de vida, porque elas refletem o que você vive interiormente. Como você se comporta? (Exemplo: dizer uma mentira é sintoma de um problema muito mais profundo. Depressão não é doença, e sim um sintoma). Não podemos rezar somente pelos sintomas, porque assim a cura não acontece.

Leia mais:
::Como vencer as tristezas e o pessimismo do dia a dia?
::Nossa Senhora nos ensina como restaurar uma alma despedaçada
::Rezemos e peçamos a cura pelos traumas da adolescência
::Você sabia que a nossa árvore genealógica precisa passar por cura?

2º passo:

Descobrir a doença, dar nome ao seu diagnóstico. Orar por cura profunda. Quais são os problemas emocionais profundos?

Rejeição: Como ela vem? Vem quando eu sinto que não sou amado e querido pelas pessoas que me são importantes e próximas. Não é que elas não me amem, eu que me sinto assim. Sentimentos que podem existir: raiva, amargura, tristeza, ódio, inveja dos amigos, suspeita, falta de confiança nas pessoas. Rejeição é a mais importante ferida emocional, a grande dor que Jesus sentiu foi a da rejeição.

Sentimento de Culpa: Ele entrou quando eu fui criado em uma família muito religiosa, onde alguns conceitos são passados de maneira errada. Exemplo: “Papai do Céu vai castigá-lo”; “Papai do Céu está vendo tudo que você está fazendo de errado”. A culpa saudável nos leva à conversão, mas a culpa errada nos leva a ter medo de Deus, medo do castigo eterno.

Sentimento de Inferioridade: Quando a criança nasce, ela está cheia de sentimentos de superioridade, porque todos olham para ela, tornando-a centro de tudo; porém, conforme a criança cresce, as pessoas se cansam e ela deixa de ser o centro. Talvez, ainda, ela escute dos pais expressões do tipo: “Como você é ruim, você é mal!”. Forma-se nela uma imagem pobre de si mesma, vinda de palavras negativas que chegam a ela. Nasce, com isso, um sentimento de autopiedade, de ódio de si mesma, depois vem a autodestruição, chegando, muitas vezes, ao suicídio.

Medos: Não são os medos pequenos, são os medos grandes que paralisam a pessoa, que a fazem fechar-se nelas mesmas, como o medo da morte, de ficar sozinho, do diabo, do escuro etc.

3º passo:

É o mais importante: encontrar as causas profundas pelas quais você tem esses problemas emocionais, as fontes dos problemas profundos das pessoas. Como está escrito no início: não basta rezar pelos sintomas, é preciso rezar pelas causas.

Deus abençoe você!

 


Vera Lúcia Reis

Missionária na Canção Nova, Vera Lúcia Reis é atualmente a Formadora Geral da Comunidade. Formada em Teologia, a missionária também possui pós-graduação em Gestão Eclesial.

comentários