Senado prestes a aprovar perseguição religiosa

Está pronto para votação no Senado Federal o Projeto de Lei PLC 122/2006. A proposta, iniciada na Câmara com o número PL 5003-B, de 2001, pretende punir como crime qualquer tipo de reprovação ao homossexualismo.

Além dos direitos previstos na Constituição para todas as pessoas, o homossexual, pelo simples fato de ser homossexual, ganhará privilégios.

O homossexualismo deixará de ser um vício para ser um mérito. E quem ousar criticar tal conduta, será tratado como criminoso. Os primeiros a sofrerem perseguição serão os cristãos.


Envie seu protesto aos senadores


Vejamos alguns exemplos:

– A proposta pretende punir com 2 a 5 anos de reclusão aquele que ousar proibir ou impedir a prática pública de um ato obsceno (“manifestação de afetividade”) por homossexuais (art. 7°).

– Na mesma pena incorrerá a dona-de-casa que dispensar a babá que cuida de suas crianças após descobrir que ela é lésbica (art. 4°).

– A conduta de um sacerdote que, em uma homilia, condenar o homossexualismo poderá ser enquadrada no artigo 8°, (“ação […] constrangedora […] de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica”).

– A punição para o reitor de um seminário que não admitir o ingresso de um aluno homossexual está prevista para 3 a 5 anos de reclusão (art. 5°)

O projeto, aprovado na Câmara em 23/11/2006, agora está em tramitação no Senado Federal. Mais especificamente, o projeto está para ser votado pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). A relatora, Senadora Fátima Cleide (PT/RO), de parecer FAVORÁVEL à proposta em 7/3/2007.

*O projeto está pronto para a pauta e poderá ser votado (e aprovado) a qualquer momento*. Se convertido em lei (como tanto deseja o presidente da República), estará instaurada no Brasil uma perseguição religiosa sem precedentes causada pela tirania do homossexualismo. Lamentavelmente, os brasileiros, incluindo as autoridades, não despertaram para a gravidade da situação.

Qualquer cidadão pode se manifestar sobre o assunto com os senadores de seu Estado, clicando em: www.senado.gov.br/sf/senadores/senadores_atual.asp?o=1

Amanhã pode ser tarde demais. O texto do projeto pode ser visto em
http://www.senado.gov.br/sf/atividade/Materia/detalhes.asp?p_cod_mate=79604

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.