Minha vida... um lixo!

Hoje acordei e fui refletir sobre o tema da semana no programa que é “Coleta Seletiva”. Percebi que minha vida é um lixo. Nossa! Que impacto! Um lixo? Sim. Lixo orgânico (vivo), material a ser reciclado.

Tomei a decisão de reciclar minha vida. Vasculhando o baú de recordações e o labirinto da memória, tive uma grata surpresa: tomei conhecimento de que os incontáveis objetos que por mim foram descartados, por julgá-los sem serventia, muitos deles ainda se encontravam intactos. Tão perfeitamente conservados que poderiam ser reutilizados, se assim quisesse. Reencontrei sentimentos antigos. Recuperei sonhos e metas. Não encontrei algumas pessoas e vi que realmente tinha perdido outras.

Estranho revirar o lixo… É assustador descobrir que tomava coca-cola com café para não dormir enquanto estudava para o vestibular; que curtia comer farinha de milho com café enquanto assistia televisão. Que fazia cabanas com folhas de bananeira e me achava grande. Que colecionava figurinhas e jogava “tapão”. Que caí do pé de amora e chorava com medo de minha mãe saber… porém, a marca na testa está aqui para quem quiser ver.

Fico espantado ao lembrar o dia em que resolvi beber vinho com a galera e parei só quando estava imerso em meu vômito e sem memória de quem eu era e onde estava.

Lembrar infância, adolescência e me perceber Jovem… fazendo uma releitura da vida como lixo… E tece Cristão.

Hoje posso rir de mim mesmo, selecionar o que posso e reciclar o que Deus quer. Minha vida, experiências e lutas…choro e sorriso… erros e acertos… Nada se perde! É lixo orgânico que hoje se torna adubo para fertilizar meu chão cristão!

Posso reescrever minha história, posso olhar para frente sem descartar o passado… Sou gente, sou homem sendo formado.
Quero oferecer minha vida, que ora cai no chão de outros, penetra e faz crescer sementes.

Minha vida nas mãos de Deus é adubo… É fertilizante…

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.