Equilíbrio do organismo

Detóx, meu corpo não faz sozinho?

Nos expomos a toxinas excessivamente e o nosso corpo necessita de ajuda para fazer o detox

Uma das características que hoje trazemos nos hábitos alimentares, é o de consumirmos muitos alimentos industrializados e processados, com quantidades abusivas de açúcar, sal e gordura. Esses tipos de alimentos contém em si muitos aditivos alimentares, conservantes e pesticidas, que podem prejudicar nosso organismo a curto ou a longo prazo.
Quando consumimos esses alimentos, as toxinas presentes neles, provocam um tipo de  “sufocamento” e levam ao envelhecimento e morte precoce das nossas células. E esse distúrbio no bom funcionamento celular é que trazem as doenças.

Detox, meu corpo não faz sozinho
Foto:  Todd Keith, 17773161, iStock by Getty Images

Todos nós de alguma forma, estamos expostos a essas toxinas, mas o que cabe a nós, é ajudar o nosso organismo a fazer esse processo de desintoxicação, que ele faz naturalmente. Porém como nos expomos a essas toxinas excessivamente, podemos mudar alguns dos nossos hábitos alimentares para favorecer essa desintoxicação.

Por isso é importante uma dieta que potencialize essa ação. Precisamos portanto, ingerir os alimentos corretos e abrir mão daqueles que prejudicam ainda mais esse processo desintoxicante. O objetivo deste tipo de alimentação é fazer com que essas toxinas sejam eliminadas no suor, na urina e na bile, além de restaurar o equilíbrio do organismo.

Hábitos alimentares e atitudes importantes

1- Quanto mais usarmos os alimentos na sua forma integral e natural, mais teremos os benefícios e efeitos de desintoxicação. Veja os alimentos que favorecem esse processo de desintoxicação:

Folhosos verdes escuros:  Agrião – Coentro – Escarola – Salsinha -Alface – Hortelã – Espinafre – Couve

Verduras cruas:  Abóbora – Pepino – Berinjela – Tomate – Beterraba – Cenoura
Frutas ricas em fenóis: Kiwi – Abacaxi – Morango – Manga – Maçã – Pêssego – Melancia – Limão – Melão – Maracujá

Chás Claros:  Erva doce – Funcho – Capim cidreira
– Carqueja – Chá-verde

2 – Existem alguns alimentos que devem ser evitados ou retirados das nossas refeições para diminuirmos os efeitos intoxicantes do nosso organismo:
– Alimentos enlatados e embutidos (como salsicha e presunto);
– Farinhas e açúcares refinados (brancos);
– Biscoitos tipo salpet e biscoitos doces; Salgadinhos, guloseimas e excesso de doces; Sucos em pó, caixinha ou garrafa; Refrigerantes

3- A prática de atividade física também é fundamental neste processo, pois além de favorecer o nosso metabolismo, nos ajuda na transpiração e eliminação de toxinas pelo suor. Da mesma forma, é muito importante o consumo de líquidos (água, sucos e chás).
4 – Promover a saúde do fígado, que é o principal órgão responsável pela desintoxicação do corpo, evitando consumo excessivo de remédios, álcool e tendo uma alimentação equilibrada, sem excessos de açúcar, gordura ou sal.

Reeducação alimentar

Com todas essas dicas, vale lembrar que para se ter uma vida saudável, muitas vezes é necessário fazermos uma reeducação alimentar. Significa que alguns alimentos podem ser diminuídos, substituídos ou proibidos, seguindo o princípio de equilíbrio entre quantidade e qualidade da nossa alimentação.

Para isso, sempre peça a ajuda de um profissional da área que possa te acompanhar com segurança neste processo de mudanças de hábitos e na busca de uma vida saudável.

Deus os abençoe!


Cristiane Zandim

Cristiane Pereira Zandim nasceu em Brasília / DF. É missionária na comunidade Canção Nova desde 2011. Cursou Nutrição na Universidade Universidade Federal Dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.