Maria intercede por nós

Gloriosa Virgem Maria

Na Virgem Maria toda a cristandade tem uma poderosa advogada e um magnífico modelo

A cada ano, a Igreja celebra – no mês de agosto – a festa da Glorificação ou Assunção de Maria, a mãe de Jesus e nossa mãe.

“Finalmente, a Imaculada Virgem, preservada imune de toda mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celeste”(LG 59).

No dia 01 de novembro de 1950, o saudoso Papa Pio XII declarou o dogma da Assunção de Maria nossa mãe.

A glória de Maria vem pelo seu “sim” definitivo ao projeto de Deus. Ela faz justamente o contrário de Eva: não quer ser autônoma diante do Criador. Aceita plenamente o que Deus lhe propõe em relação a salvação de toda a humanidade. No Evangelho (cf. Lc 1, 39-56), temos a visita de Maria a sua prima Isabel.

Nesta ocasião, Maria pronuncia o seu hino (Magnificat), que é um concerto gozoso de Deus, ponto de encontro da revelação bíblica. Maria é a primeira cristã da história da humanidade pois aceita Deus em sua totalidade.

“Bendita és tu entre as mulheres”

Como cristãos, que desejamos seguir a Cristo de verdade, não podemos esquecer a importância da devoção a Nossa Senhora e os elementos essenciais da intercessão desta mulher que é cheia de graça. Toda devoção a Maria, começou pela aceitação que ela fez em ser a mãe do Messias. Ela mesma foi saudada pelo anjo Gabriel como sendo “cheia de graça”, isto significa que Maria, durante toda a sua existência, foi livre da culpa original que todos os seres humanos herdaram devido ao egoísmo.

Deus ama a todos os seres humanos, nós somos privilegiados em relação ao amor que Deus tem por nós. Maria entrou diretamente no plano de amor de Deus por cada pessoa humana, aceitando ser a mãe de Jesus. Todas as mulheres judias, gostariam de ser a mãe do Messias esperado durante séculos pelo povo de Israel.

Depois dos 12 anos de idade, Maria já estava prometida a José que seria o seu legítimo esposo. Foi a esta menina simples que o anjo apareceu e ofereceu a proposta mais nobre que uma mulher poderia receber nesta vida. A redenção da humanidade só seria possível, com a vinda do próprio Deus, para restituir ao homem os elementos essenciais de sua existência.

Maria concebeu pela ação do Espírito Santo. Para Deus tudo é possível, pois a nossa existência já é um grande milagre inexplicável pelo olhar puramente humano. Pelo SIM de Maria, nós recebemos de Deus uma nova chance de sermos glorificados em Cristo.

“Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua Palavra”

No meio do mistério, Maria se joga ao lado de Deus; quer fazer a sua vontade mesmo sabendo que teria que renunciar a muitas coisas, inclusive ao risco de ser considerada adúltera. Todos os cristãos são chamados à santidade. Ser santo é dizer “sim” ao projeto de Deus, mesmo que ele nos custe caro. Ter fé significa estar disponível à vontade de Deus.

Maria, por ser cheia de graça, pode nos auxiliar, interceder a Deus por nós. Pode nos auxiliar no caminho de resposta ao plano de Deus. Maria é a mãe de Deus e nossa mãe, nos foi dada pelo próprio Jesus, quando este dava a sua vida por todos nós (cf. Jo 19, 27).

A Igreja definiu quatro verdades de fé sobre Maria: O Concílio de Éfeso (431), Maternidade; o Concílio Lateranense (649), a Virgindade; Pio IX, ex cathedra, 8 de dezembro 1854, a Imaculada Conceição; Pio XII, 1 de novembro 1950, a Assunção ao Céu.

Maria continua intercedendo por nós, ela nos ajuda a seguir seu filho Jesus Cristo. O verdadeiro devoto de Maria, jamais se perderá nos enganos solicitados pelo relativismo reinante na sociedade. A grande lição que fica de Maria, é viver na humildade aquilo que Deus quer de nós. Hoje, queremos fazer a nossa vontade e por isso nos perdemos nos tornando pessoas tristes, sem objetivo.

Devemos rezar sempre o santo Rosário que Maria nos recomendou em muitas aparições, para melhorarmos o nosso sentimento em relação ao amor concreto que Deus tem por cada ser humano.

Todos nós fomos criados conforme a imagem de Deus (cf. Gn 1, 26). Maria Santíssima é a única pessoa que nunca ofuscou esta imagem. Ela foi preservada de toda a falsa liberdade que o mundo prega, ela é a obra intacta da Santíssima Trindade, ela sempre soube responder ao Amor com amor.

Leia mais:
.: Conheça a relação entre o Escapulário e Nossa Senhora de Fátima
.: Há exageros na consagração a Maria pelo Tratado?
.: O que significa ser a Medianeira de todas as graças

Em Nossa Senhora da Assunção, toda a cristandade tem uma poderosa advogada e um magnífico modelo. Dela aprendemos que só seremos felizes realizando a vontade de Deus em nossas vidas.

Maria, por ser cheia de graça, pode nos auxiliar, interceder a Deus por nós no caminho de resposta ao plano de Deus. Por esta razão, ela é modelo de todos os consagrados que procuram oferecer sua vida, seu “sim” a Deus em favor de seus irmãos. Rezemos por eles para que vivam cada vez mais com intensidade a sua entrega, a exemplo de Maria.

Termino esta pequena reflexão com esta oração:

“Ó Virgem Imaculada, Mãe de Deus e Mãe dos homens! Com todo o fervor de nossa fé cremos em vossa Assunção triunfal em corpo e alma ao céu onde sois aclamada Rainha de todos os coros angélicos e de toda a assembleia dos santos! A eles nos unimos para louvar e bendizer o Senhor que vos exaltou acima de todas as simples criaturas, e para oferecer-vos o fervor de nossa devoção e de nosso amor. Estremece vosso coração de beatificante ternura, e vossa alma de alegria, ao contemplar face a face a adorável Trindade! Nós, pobres pecadores, a quem o peso do corpo impede o voo da alma, suplicamo-vos purifiqueis nossos sentidos para que aprendamos, desde este mundo, a saborear Deus, só Deus, no encanto das criaturas. Nós que vos invocamos como nossa Mãe, vos tomamos, como João, por guia, força e consolação de nossa vida mortal”.

( Pio XII, Orações, p. 57 )

Por Frei Giribone – Fundador da Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.