Perdidos na floresta

Certa vez, havia um santo que estava em peregrinação rumo a um santuário. Ele tinha de passar por uma floresta muito densa e selvagem. Enquanto ele caminhava, perdeu-se dentro da floresta. Ele fez de tudo para sair; experimentou cada passagem que encontrou, a fim de poder sair daquela floresta.

Por fim, para seu espanto, ele se viu em meio a um grupo de andarilhos, de outros peregrinos que iam para o santuário. E pensou que houvera encontrado sua salvação. Mas, ao chegar mais perto, eles lhe suplicavam para que os colocasse a salvo. Eles imploravam para que ele os conduzisse para fora daquela floresta, para colocá-los na direção da salvação. Ele respondeu: “Eu coloquei minha esperança em vocês. Agora que descobrimos que estamos todos perdidos, vamos nos reunir e juntos tentar nos salvar”.

Entretanto, infelizmente, eles continuaram a perambular até que todos pereceram na floresta.

Muitas vezes, a nossa vida é como a vida deste andarilho que se perdeu na floresta.

Hoje, temos tantas pessoas que estão perdidas em busca da verdade, na busca de encontrar uma direção que as ajude a sair daquela floresta: a “floresta” dos problemas familiares, a “floresta” do alcoolismo, a “floresta” da corrupção, a “floresta” do se criar filhos, a “floresta” dos negócios e, muitas vezes, do dinheiro sujo.

O mundo inteiro está tentando encontrar alguma solução. Livros estão sendo escritos, livros de Filosofia, de Sociologia, de Economia, e todos tentam levar o homem “para fora da floresta”. Pessoas se agarram em religiões orientais, em várias filosofias, em vários sistemas políticos, em várias soluções sociológicas. Estes são todos andarilhos no meio da floresta, tentando se ajudar uns aos outros, a nos darem alguma esperança, algum raio de luz.

E descobrimos que ainda não conseguimos sair; não conseguimos ver a verdadeira salvação do homem. E os anos passam, um após o outro, e ainda nos encontramos perambulando no meio da ‘floresta”, até que todos perecemos lá, porque a verdade é somente Jesus. “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. Portanto, é inútil agarrar-se a nada mais, exceto em Jesus.

E chegamos ao ponto de perguntar: A quem devo recorrer? Quem me conduzirá ao caminho? Quem me levará a Jesus?

E a resposta é muito clara: o Espírito Santo. Volte-se para Ele. O Espírito é Aquele que me levará até Jesus; e Jesus é Aquele que me levará “para fora da floresta”.

Trecho do livro: “O Espírito Santo, vida da Igreja”, de Frei Elias Vella

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.