Filáucia – O amor por si mesmo

Padre Paulo Ricardo nos apresenta de maneira fácil e acessível um valoroso ensino sobre a doença espiritual que nos aflige e que combateremos ao longo da nossa existência. Conheça parte desse conteúdo:

Fomos criados por Deus que nos fez bons e essa é a primeira verdade que precisamos assumir. Somos fundamentalmente bons! Fomos criados por Deus para ser sua imagem e semelhança. Mas, apesar dessa verdade “estamos doentes” e essa doença é caracterizada pela nossa tendência ao pecado, o qual nos puxa para baixo como faz a força da gravidade. Há em nós uma tendência para o pecado e o primeiro passo para se combater esse mal é constatar essa verdade.

A boa notícia para todos nós é que não fomos criados com essa tendência, mas estamos sofrendo desse mal que nos tende a cair. Na nossa essência está a bondade.

Bom seria se todas as pessoas tivessem a tendência não para o egoísmo, mas para o amor, a partilha etc… A primeira conseqüência do pecado original foi a “filáucia”, que significa amor por si mesmo.
São Máximo – o confessor – diz que: Quem combate a mãe das paixões – que é o amor de si, expulsa facilmente as outras paixões, que são a cólera, a tristeza, o rancor e todas as outras. Entretanto, quem se deixa levar pela mãe das paixões estará ferido por todas as outras.

Clique para ouvir este ensinamento

Artigo extraído do site de www.padrepauloricardo.org

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.