Reflexão

Vivendo as esperas, mas sempre com Deus

Ser jovem é conviver com cobranças a todo tempo. É preciso estudar, alcançar um emprego, servir à Igreja e, de preferência, viver um namoro e ter planos próximos de lançar-se ao matrimônio.

Já sabendo disso tudo, Jesus nos deu uma Mãe maravilhosa: Maria. Ela é nosso consolo, é nossa amiga, companhia orante e confidente diante de Jesus. Quando deixamos Nossa Senhora ser nossa companhia diária, ela fica nos conhecendo melhor. E quando entregamos ao Filho dela nossos sonhos, nossas lutas e nossas aflições, Ele os guarda ali, no ventre santo de Maria. Ventre este que gerou a santidade, o amor e a caridade. O ventre que gerou Jesus.

É preciso esperar, sem desesperar, por mais difícil que isso seja para nós! Assim como a mãe gera o neném no seu ventre por nove meses, Maria gera nossos sonhos, nossas angústias e lutas. Talvez não por nove meses, talvez um pouco mais ou um pouco menos.

Aprender a viver o tempo de Deus

Assim como, no momento em que o neném nasce, a mãe contempla a sua face e vive a beleza de dar à luz, precisamos ser pacientes e orantes para viver o momento do nascimento daqueles nossos sonhos e da vitória sobre um problema ou uma angústia, em Deus, por Maria.

Quais são seus sonhos? Quais são suas lutas? Quais são suas angústias? Coloque-as, em súplica constante, no ventre da Bem-aventurada.

Leia mais:
.: A alegria de esperar em Deus
.: Luz da Fé: A pedagogia de Deus nos faz esperar
.: Aquilo que Deus lhe promete, Ele cumpre
.: Deus pode recuperar tudo o que se perdeu

Como nos disse Padre Léo, tempo de Deus, vitória de Deus. Vivamos, cada dia, na certeza de que tudo está sob a cobertura do manto de Maria. O caminho pode ser diferente daquele que imaginamos, mas a esperança e a oração nos fazem alcançar a linha de chegada do milagre, porque quem tem Deus tem tudo.

Deus o abençoe.
Salve Maria!

Artigo enviado por Jéssica Gomes, da cidade de Juiz de Fora (MG).

comentários