Viver na fé

Hoje, o Senhor mesmo lhe diz: “Vida no Espírito é vida de fé”. Você precisa confiar no Espírito Santo que está em você. Confiar na terra, no solo maravilhoso que é você. Solo de Deus. Confie nesse solo e na semente que em você foi semeada por Jesus… e dê tempo ao tempo.

Não seja injusto consigo mesmo e com o Espírito Santo. O diabo gosta dessa injustiça. Ele quer judiar de você com a autocondenação. Você se atormenta, se condena achando que não presta, que sua conversão não foi verdadeira, que suas raízes são péssimas, que você continua a mesma pessoa, que não tem jeito, não tem solução, que continua com seu mau gênio, suas manias, seus pecados de sempre.

Acredite sem ver. Quando se vê, não é mais fé. Como a adoração ao Santíssimo Sacramento: você não vê nada a não ser aquela hóstia no ostensório… acontece o mesmo com a nossa vida, você não vê mais nada…

Nunca estamos satisfeitos com nosso caminho de santidade. Graças a Deus. Quanto mais santos, mais santos queremos ser.

Estar impaciente consigo mesmo é bom, mas não compre mais o subproduto do diabo, que atormenta sua cabeça e seu coração com acusações e cobranças. Pelo contrário, confie!

Semente alguma frutifica se não houver terra, água e calor.

Há alguns anos tive a oportunidade de estar na Holanda. O mês era fevereiro, estava terminando o mais inclemente inverno. Eu vi aquelas terras sendo aradas.

Eles me explicaram: a terra passara vários meses enregelada, agora estava revolvida, oxigenada. Eles me disseram também que, se aquela terra não fosse revolvida, se não esquentasse, não adiantaria plantar. Terra fria não faz germinar semente nenhuma.

É preciso terra, água e calor. Calor que vem de Deus e que é o próprio Espírito Santo. Esse calor chega até nós pela oração. Portanto, vida no Espírito é vida de oração.

É o que Nossa Senhora vem dizendo, insistindo em nossos ouvidos como mãe. Começou muito tempo atrás, em La Salete, em Lourdes, em Fátima e agora, em suas aparições diárias em Medjugore. É a mãe insistindo; sua insistência é a oração. A situação do mundo e a da Igreja exigem oração, muita oração.

O grande derramamento do Espírito Santo, esse grande sopro do Espírito Santo na Igreja e no mundo, só pode germinar, florescer e frutificar se houver calor, o calor da oração.

Do livro: “O Espírito sopra onde quer”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.