"Vale a pena ser bom"

“Quando soube que o rei estava a par do que eu fazia e que eu era procurado para ser morto, fiquei com medo e fugi. Toda a minha propriedade foi confiscada e nada me restou que não fosse levado para o tesouro real. Só ficaram minha mulher Ana e meu filho Tobias”. (Tb 1, 19b-20).

Que alegria invadiu meu coração ao ler e refletir neste trecho do livro de Tobias!
Pude descobrir o amor e o cuidado com que Deus tratou a vida de Tobit, o pai de Tobias. Tobit era um homem justo, piedoso, temente a Deus. Correto em suas ações e motivações, sempre colocou os mais necessitados em primeiro plano.

Ao lermos o livro de Tobias, fica claro para nós a integridade da alma de Tobit. Em suma, Tobit era um homem bom!

E por que eu quis ressaltar a vida virtuosa de Tobit?
Para que você tenha sempre a certeza de que vale a pena ser bom!

Parece que virou “moda” entre nós comentários do tipo: “Eu não presto mesmo!” “Você nem imagina como eu posso ser ruim!” “Mexa comigo e você vai ver só!” “Eu tenho um gênio daqueles! Por isso não se meta comigo!”.

E, infelizmente e de maneira equivocada, vamos destacando aos olhos dos outros tão somente aquilo que temos de limite, de fraqueza e de defeito. Parece normal dizer: “Eu sou este monte de lixo! Eu não tenho jeito! Olha só quanta podridão há em mim!”.

E desta forma vamos “atirando às moscas” toda a beleza e todo o capricho que Deus utilizou para criar a mim e a você.

Isto não está certo! É preciso por as coisas em seu devido lugar. Reconheça a bondade que existe em você. Faça como Tobit: ajude os outros, pratique o bem, contagie o ambiente em que você vive com alegria e amor mesmo que isto te custe perseguições e incompreensões.

Faça a escolha certa: escolha ser bom, mesmo que você ainda não se sinta tão bom assim!
Cada vez que afirmamos: “Eu sou bom! Deus me fez bom de coração”. Logo vem ao nosso coração aquele receio de sermos mal interpretados: “Nossa! Que sujeito arrogante! Será que ele não consegue enxergar os próprios defeitos?”.

E confundimos bondade com orgulho… Não! Não convém que seja assim entre nós.
Assuma o seu bom coração. Assuma que vale a pena ser bom (mesmo em meio a uma sociedade muitas vezes intolerante e vingativa).

No meio daqueles que pensam que é preciso “ser ruim para vencer na vida” se faz hoje necessário pessoas que tenham a coragem e a garra de “nadarem contra a correnteza” e testemunharem o amor e o poder de Deus através de um coração simples e bom.

Para terminar, fica aqui registrada a linda promessa que Deus cumpre em favor dos homens e mulheres de bom coração, a qual Tobit experimentou também em sua própria vida.

Qual é esta promessa?
Quando perderes tudo o que possuíres, quando fores perseguido e incompreendido pelos poderosos deste mundo, quando os que se dizem “maus” confiscarem o que você com o seu coração bom conseguiu com tanto sacrifício, quando sentires medo e até mesmo fugires como fez Tobit, saiba: você não estará sozinho! Deus cuidará de você, Deus cuidará da sua família, Deus preservará e salvará todos aqueles que te são preciosos e pelos quais hoje você se preocupa, sofre e reza. Deus sempre estará contigo, em cada momento, em cada passo, a cada segundo…

Porque Deus nunca abandona os homens e as mulheres de bom coração!
Lembre-se: vale a pena ser bom! O mundo precisa descobrir esta verdade.

Um abraço fraterno,

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.