Profundamente Curados

O Senhor nos quer profundamente maduros na nossa afetividade e também na sexualidade.

O jovem que não for maduro na sua afetividade e na sua sexualidade não conseguirá ter um relacionamento profundo com Deus, viverá apenas na superficialidade; inclusive jovens que desejam se consagrar a Deus na vida religiosa, sacerdotal ou numa vida em comunidade, também precisam fazer um caminho na busca de sua cura.

Se não agirmos com muita cautela e não formos profundamente curados na nossa afetividade, poderá ocorrer uma série de problemas que envolverão também a vida de outras pessoas.

O Senhor precisa de homens e mulheres equilibrados e curados na sua afetividade. Não me refiro apenas aos jovens, mas às pessoas de todas as idades. Toda pessoa precisa ser curada para que possa dar frutos e para que os frutos permaneçam.

(…)

O que é sadia convivência?

É viver com naturalidade e sinceridade os nossos relacionamentos. O termo “sadia” é antônimo de doente.

Hoje vivemos numa sociedade doente, marcada pela pornografia, pela malícia nos relacionamentos, pelas brincadeiras inconvenientes, e tudo conduz para o sensual. A Palavra de Deus nos diz: “Não vos conformeis com este mundo” (cf. Rom 12,2).

Tenho a graça de me relacionar bem com minhas irmãs e irmãos de comunidade. Tem sido para mim motivo de realização pessoal, pois eu era uma pessoa tímida, introvertida, mas a nossa sadia convivência me curou, também no meu temperamento e na minha forma de lidar com as pessoas.

Hoje aconselho muitos jovens e também luto com eles na busca da cura dos seus afetos. Uma coisa está ligada à outra, não podendo, portanto, separar o afetivo do sexual, sabendo que em Deus buscamos o equilíbrio.

A comunidade nos ajuda a buscar a santidade, ela nos impulsiona a sermos santos. Se você busca esses propósitos, ressurge no coração o desejo de corresponder, buscando uma vida íntegra e equilibrada.

O Senhor quer ajudar você, mas ajude o Senhor.

Há pessoas que, com boa intenção de ajudar o outro, começam a se aproximar sem conhecer as suas fragilidades; o resultado, no entanto, pode ser desastroso, porque em vez de ajudar acabam provocando sentimentos que prejudicam a vida do outro.

Somente conseguiremos ser homens profundamente curados na nossa afetividade e sexualidade pelo poder do Espírito Santo. A cada dia peçamos esta graça, para que sejamos homens curados e plenos do amor de Deus.

Do livro: “A cura da nossa afetividade e sexualidade”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.