Os Dons de São Bento

São Bento mostrou em seus “milagres” possuir muitos dons. Ele tinha o dom da profecia, o poder da bi – locação, enxergava e se movia no astral, ensinou conscientemente através de sonhos, exorcizou, curou, operou ressurreições e sobretudo realizou muitos “milagres” através de uma oração e de uma benção extremamente poderosas.

Tudo isso é contado em seus “milagres”, mas muito se pode aprender com eles: a humildade, a disciplina e o amor a todos.

Profecia – Bilocação – Sonhos

Muitas são suas profecias, uma vez, São Bento viu que São Plácido, ainda menino, estava se afogando em um rio e enviando São Mauro, este andou sobre às águas sem perceber e salvou o menino.

Posteriormente São Plácido afirmaria ter visto São Bento, por sobre os ombros do irmão a puxa-los para cima.

Também o rei Tótila, dos Godos, sabendo de seus dom, tentou engana-lo enviando um oficial seu, vestido com suas roupas e jóias, mas tão logo chegou na frente do santo homem este o desmascarou.

Depois, emocionado, o próprio rei foi visitá-lo e São Bento lhe predisse em poucas palavras seu futuro que veio a se cumprir.

Assim também previu a destruição do mosteiro de Monte Cassino e anunciou sua morte 06 dias antes aos seus discípulos.

Além da bilocação ocorrida no afogamento de São Plácido, São Bento visitava e ensinava em sonhos, como quando enviou seus discípulos à Terracina para a construção de um mosteiro e prometeu – lhes estar tal dia com eles para lhes traçar o plano da construção do edifício.

Na noite anterior, o abade e prior tiveram em sonho,todos os detalhes da construção, ditados pelo santo homem mas não lhe deram crédito e continuaram lhe esperando para iniciar a construção. São Bento os repreendeu e lhes enviou de volta para que cumprissem o determinado.

O Invisível – Exorcismo

Como vimos, São Bento exorcizou a taça que continha veneno e enxergava ao demônio em Monte Cassino mas muitas outras vezes isto se repete como quando da construção de Monte Cassino os monges não conseguiam mover uma pedra e sob ela o venerável enxergou um demônio e tão logo ele abençoou a pedra ela pode ser removida.

Outra vez foi com um monge que cujo o abade lhe havia reclamado sempre fugir da oração em abstração e desatenção. São Bento tomou São Mauro e foram lhe ver.

São Bento então disse: “Estais vendo quem que arrasta para fora o monge”. São Bento orou e São Mauro pode também ver o pequeno demônio que atormentava o monge. Ele aplicou ao irmão varadas e expulsou o demônio que nunca mais voltou a perturbá-lo.
São Bento também enxergava nos planos superiores pois viu quando a alma de sua irmã Santa Escolástica, na ocasião de sua morte, subindo aos céus e lá entrou em forma de pomba e da mesma forma a alma de São Germano, Bispo de Cápua, sendo levada aos céus pelos anjos em uma bola de fogo.

Curas – Ressurreição

Suas curas foram muito numerosas, mas algumas foram bastante incomuns, como a do monge esmagado por um muro que caiu, na construção de Monte Cassino, e que teve seus ossos esmigalhados a tal ponto que teve que ser levado ao santo homem em um lençol servindo como uma maca, de tão destroçado. São Bento pediu para deixa-lo em um lugar de oração e irem, logo ele retornou em saúde perfeita para o trabalho.

Houve também um leproso, servo do pai de um monge, o clérigo, o qual ele pediu que não mais comesse carne com a pena do demônio retornar junto com mal que lhe afligia. O padre, depois de um tempo, desobedeceu a prescrição do venerável e logo se viu atormentado por sua doença.

O caso da ressurreição do filhinho de um camponês nos mostra o conhecimento e a humildade de São Bento pois ele relutou muito e disse “Afastai-vos, irmãos, afastai-vos; coisas dessas não cabem a nós, antes são próprias dos Santos Apóstolos. Por que quereis impor – nos cargas que não somos capazes de suportar?”.

O pai da criança, porém, não desistiu até que São Bento lhe atendesse, e este erguendo as mãos aos céus, junto ao corpo do menino, orou “Senhor, não olhes os meus pecados, mas a fé deste homem que pede, que lhe ressuscite, e faz voltar a este corpinho a alma que dele quiseste levar”.Tão logo ele terminou sua oração o menino voltou a vida.

E muitos outros “milagres” ele realizou pela oração e pela benção:

Ele descobriu uma fonte de água onde não havia.Um monge, que havia morrido saindo do mosteiro sem sua benção, fora enterrado varias vezes, mas seu corpo amanhecia fora do túmulo até que o venerável lhe abençoou.Algumas irmãs religiosas foram proibidas por ele de receber a comunhão pois mesmo sob o habito religioso não refreavam suas línguas e morreram nesse estado. Uma amiga delas as via na igreja, todos os dias durante a missa, pois na hora da comunhão elas saiam de suas tumba e se retiravam da igreja. Contando sua visão ao homem de Deus, este muito triste, prontamente interviu e elas puderam descansar em paz.

A ferramenta que havia se perdido dentro de um lago e São Bento, colocando o cabo dentro e orando fez com que a ferramenta retornasse encaixando se ao cabo.

Fonte: http://www.opaodavida.hpg.ig.com.br/

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.