Mais uma chance...

      Tem coisas que a gente vive, e não deseja viver de novo e nunca mais esquece que viveu. Um dia desses vivi algo assim. Presenciei troca de tiros bem próxima ao lugar onde estava, senti Deus cuidando de mim e percebi de maneira clara o quanto a vida pode me faltar a qualquer hora… Passado o sufoco, comecei a analisar como eu estava se tivesse morrido naquele momento e quantas coisas se passaram em minha memória…

      A primeira lembrança que me veio à mente foi dos irmãos e amigos que tenho, pois são minha maior riqueza. Pensei no último encontro que tivera com cada um, as últimas palavras o último abraço, minhas últimas atividades… Enfim. Como estava meu coração diante de Deus naquele momento. Fiz na verdade uma revisão de vida e percebi o quanto Deus tem me ensinado a amar a partir das pequenas coisas. Com alegria, constatei que meu coração estava em paz, talvez até pronta para o grande encontro com Deus. Lembrei ainda de uma carta que havia escrito três dias antes de viver esta experiência, para meu ex-grupo de jovens; em um de seus trechos escrevi assim: “…estou bem aqui no Rio, mas não posso negar que é um grande desafio assumir esta missão. A vida nesta cidade é dura, a gente convive com a morte sempre por perto, talvez exatamente por isso, Deus nos capacita com um ardor missionário que não se explica, se vive. Estou vivendo intensamente tudo que Deus me propõe aqui, se morrer hoje morro em paz, pois estou cumprindo minha missão.”

      Quando escrevi tudo isso, não imaginei que passaria pela trágica experiência! Se Deus tivesse me permitido ir a seu encontro naquele dia, meus amigos teriam em mãos uma grande prova da minha entrega total e consciente pela causa do Evangelho. Como Deus me deu mais uma chance, divido com você meu desafio: continuar vivendo bem cada momento, e acima de tudo amar as pessoas em cada encontro como se fosse o último. Pois cada dia descubro com mais clareza que só tenho o dia de hoje para amar.


Dijanira Silva

Missionária da Comunidade Canção Nova, desde 1997, Djanira reside na missão de São Paulo, onde atua nos meios de comunicação. Diariamente, apresenta programas na Rádio América CN. Às terças-feiras, está à frente do programa “De mãos unidas”, que apresenta às 21h30 na TV Canção Nova. É colunista desde 2000. Recentemente, a missionária lançou o livro “Por onde andam seus sonhos? Descubra e volte a sonhar” pela Editora Canção Nova.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.