Falando de saudade

Seria incoerente classificar a saudade como um sentimento negativo, pois o amor se expressa concretamente através desse misterioso sentimento.

Só amamos o que conhecemos, e o termo “conhecer” vai muito além do que possamos imaginar. Só podemos dizer que conhecemos determinada realidade, quando mergulhamos nela; e mergulhar significa descobrir, em todos os detalhes, o que há de perfeito e imperfeito em tudo e em todos que nos rodeiam. Assim, só descobriremos como alguém é realmente, quando nos decepcionarmos com esta pessoa, quando percebermos que esta não é aquilo que pensávamos, ou seja, ela não é a ilusão que tínhamos projetado acerca dela, de maneira que ela não mais corresponde às expectativas que havíamos criado a seu respeito.

É justamente aí que o amor entra em cena – porque ninguém tem a obrigação de ser o que queremos e idealizamos que este seja – por isso, só podemos dizer que realmente amamos alguém, quando o aceitamos como ele o é verdadeiramente, ou seja, somente pela sua verdade e não pelo que queríamos que ele fosse.

Se fizermos esta experiência de amor e verdade com aqueles que nos cercam, o amor acontecerá, a superficialidade cairá por terra e os laços eternizar-se-ão, e a partir disso, essas pessoas começarão a fazer parte de nós, de nossa história, e por isso, quando nos afastarmos, sentiremos saudade delas.

Se existir em seu coração o sentimento da saudade é porque nele existe um registro de amor com relação ao alvo dessa saudade, de maneira que você poderá dizer que amou com profundidade, pois a figura dessa pessoa, que passeou nos caminhos de sua existência, existirá eternamente em seu coração. Sendo assim, a saudade é uma forma de amar profundamente…

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.