Deus me ajuda?

É uma boa pergunta: “Mas por que Deus, então, não me socorre? Por que Ele não faz alguma coisa por mim? Por que não resolve minha situação?” Compreenda: Deus fez, está fazendo e vai fazer. Se existe uma falha, está em nós. E qual é a falha? Nós fomos vítimas do sistema do mundo. As finanças vão mal e há muito desemprego por causa do sistema em que vivemos; um sistema individualista, baseado no egoísmo, na ambição… Um sistema sem Deus, portanto, sem amor.

Enquanto permanecermos ligados ao sistema, seremos influenciados por ele. Não nos será possível entrar no sistema de Deus. Ele é radicalmente oposto. É preciso fazer uma escolha: Ou estamos no sistema do mundo, ou no sistema de Deus. É uma lógica: para sermos auxiliados por Deus precisamos estar no sistema Dele. Se continuarmos no do mundo, seremos tratados pelo mundo e, do jeito que o mundo nos trata. Para deixar de ser vítima desse sistema, tenho de deixá-lo e, me colocar no sistema de Deus.

Há dois sistemas e, eles são opostos. De um lado, o sistema de César, o sistema deste mundo: o sistema do Príncipe deste mundo. De outro lado, o sistema de Deus, o sistema do Evangelho. Não dá para servir a Deus e a este mundo. Não é possível ser de Jesus e do Príncipe deste mundo. É preciso decidir entre os dois sistemas. Não é questão de palavras, de aparências: é questão de coração. E Deus vê o coração.

Na hora em que eu me decido a deixar o sistema do mundo, que é baseado em egoísmo, ganância, mentira, falsidade, corrupção, na busca do dinheiro; no momento em que eu me decido a deixar de enganar e prejudicar os outros; quando sinceramente eu me decido a sair do sistema do mundo e a entrar no sistema de Deus, Sua Palavra se torna realidade em minha vida: “Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus” (Rm 8, 28).

Os homens vêem as aparências: fazem belos discursos, belas apresentações… mas Deus vê o coração. Na hora em que eu me decido sinceramente a deixar o egoísmo e parto para o sistema de Deus que é amor, doação; se eu decido a ter um coração generoso como o de Deus, se quero ser simples, humilde, mesmo não o sendo completamente, eu já estou no sistema de Deus. E aí que tudo começa a concorrer para o meu bem. Por isso, também a solução de nossas finanças, de nosso desemprego está aí. Tudo se resolve pela mudança do coração!

Na hora em que mergulharmos em Deus numa verdadeira conversão, tudo concorrerá para nosso bem.

Do livro “Considerai como crescem os lírios!”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.