Aos que sofrem em esperar...

“Vós, que temeis ao Senhor, louvai-o; porque Ele não rejeitou nem desprezou a miséria do infeliz, nem dele desviou a sua face, mas o ouviu quando lhe suplicava.” (Sl 21, 24a.25).

Sempre tive dificuldades em esperar. Nas minhas orações, entregava as situações nas mãos de Deus, mas não descansava; mantinha a cabeça maquinando em busca de solução. Era e, por vezes, ainda é muito duro, para mim, simplesmente parar e esperar, acreditando que a situação receberá uma resposta da parte de Deus. Isso me causava um sentimento de desconforto, insegurança, irresponsabilidade. Então, descobri que há situações em que este esforço é totalmente desnecessário e inclusive prejudicial. Há um caminho muito melhor.

Às vezes, tudo o que Deus quer de nós é que esperemos, numa atitude de profunda confiança e prontidão para obedecê-Lo.

Percebi, nestas horas, que todas as manobras que eu fazia, interferiam na ação de Deus e a atrapalhavam. Como é difícil largar depois de entregar! Mas se não largarmos, Deus largará.

Já imaginou um carro com dois volantes e dois motoristas? Não seria um carro, mas um desastre ambulante. Deus sabe que na direção das coisas cabe apenas uma pessoa, ou é Ele ou somos nós; é a carne ou o Espírito. Por isso, quando tomamos o combate em nossas mãos e lutamos por nossas próprias forças, Deus se sujeita a assistir a nossa luta.

Não é má vontade da parte d Ele. O respeito a nossa liberdade O faz esperar.

Quando o ferro é dobrado abruptamente, ele se parte; para curvá-lo é preciso tempo, tempo de prepará-lo, de levá-lo ao fogo. Quando Deus pede um tempo, não o faz por Si próprio, mas por nossa causa, em virtude da nossa natureza.

Em geral, as coisas mais belas e complexas levaram tempo para serem construídas; custa tempo construir um edifício; muitos quadros demoraram anos para serem pintados… Mas exigimos que Deus faça Seus milagres nos segundos da nossa conveniência.

Leva tempo converter um coração. Leva tempo aproximar duas pessoas que se magoaram. É preciso tempo para curar a doença e fechar a ferida. Tudo nesta nossa vida está sujeito a um tempo. Por isso, com a oração se planta a semente, pela oração cultiva-se a planta e, a confiança não nos decepcionará quando colhermos os frutos há tanto esperados.

Se você tem rezado, confie! Sua oração plantou a semente; oculta, ela germina no coração de Deus, continue cultivando-a, Deus precisa apenas de um pouco mais de tempo para entregar-lhe a resposta.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.