Alegria na falta de dinheiro

Podemos até cair no erro e pensar que, felizes são aqueles que não tem problemas; os que têm dinheiro de sobra e não lhes falta nada. Os que trocam de carro todo o ano; os que não têm problemas no casamento e com os filhos; os que têm todas as satisfações do mundo; os que nunca choram. Muita gente pensa que ser alegre é viver como mostram as novelas de televisão. Acabam pensando que para viver feliz é necessário ter todas as coisas que as novelas mostram.

No sistema capitalista em que vivemos, temos uma falsa liberdade e uma falsa alegria. Ele vai tirando Deus de dentro de nós. É como uma hemorragia interna, em que a gente vai perdendo sangue sem perceber, e, quando se percebe, o estado já é trágico. É Deus, a causa da nossa alegria e não o dinheiro.

Problemas e tristezas costumam nos afastar de Deus, mas deve ser o contrário: só Deus é capaz de nos devolver a alegria, a paz e tudo aquilo de que necessitamos.

Não sabemos sofrer e não somos capazes de reagir e agüentar a dor: acabamos nos entregando. Ficamos tristes por não termos dinheiro suficiente para “certo conforto e facilidades”. Nós nos entregamos a uma murmuração estéril, que nada resolve e nos deixa mais frustrados ainda.

Vivendo facilidades e conforto, não conseguiremos ser verdadeiramente felizes. O dinheiro não consegue comprar a paz, o amor, a alegria… O dinheiro não compra Deus.

Diz o ditado popular: “O dinheiro não compra felicidade”!

Precisamos estar bem atentos: não podemos deixar de estar do lado de Deus para estar ao lado do dinheiro. É certo que precisamos trabalhar, é uma questão de sobrevivência. Mas não podemos deixar que o dinheiro seja o Senhor da nossa vida.

A maior necessidade na nossa vida e na nossa família é Deus. Só Deus não pode faltar. A alegria do homem é o seu verdadeiro tesouro e não há dinheiro que pague esse presente.

Problemas e dores, sempre os teremos. Eles fazem parte da vida humana. Foi por isso que Jesus adiantou-se em dizer:

“Eu vos disse isso para que em mim tenhais a paz. Neste mundo experimentareis a aflição, mas tende confiança, eu venci o mundo!” (Jo 16,33).

Não há por que afirmar-se na “alegria do dinheiro”, pois ela é passageira: está com você hoje e, amanhã já não está mais. Só Deus nos preenche com a verdadeira alegria. Somente Dele poderemos esperar aquilo de que precisamos.

É no abandono e na adesão a Deus que poderemos viver repletos dos Seus frutos, dos quais o primeiro é a alegria.

“Serás perfeito na adesão ao Senhor, teu Deus” (Dt 18, 13).

O segredo é entregar-se plenamente nas mãos de Deus, para que Ele mesmo venha dissipar toda tristeza, preocupação, medo, insegurança…

Confie em Deus e na Sua providência. É certo: não faltará o necessário para você e sua família. Em Deus experimentaremos a alegria de sermos pobres e dependentes do Seu amor.

Do livro: “Combatentes na alegria”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.