Aprendendo a amar

Amar é uma daquelas coisas que só aprendemos a fazer fazendo. É como nadar, dirigir, namorar; só os aprendemos quando os vivenciamos. Amar se aprende amando e na medida em que amamos. Precisamos aprender – com a experiência – a identificar o real amor, sem confundi-lo ou disfarçá-lo com outras realidades e sentimentos.

Tem gente que confunde ciúme, sentimento de posse, medo da solidão, apego e outras coisas com amor. Existem outros que só amam aqueles que correspondem aos seus próprios conceitos. Amar não é aprisionar, mas sim, tornar livre e, na liberdade, vinculado, em virtude do amor. O perfeito amor busca antes o bem do outro que o próprio. O verdadeiro amor tem a capacidade de retirar as “máscaras”, depositando no coração alheio a possibilidade de ser o que se é.

Amar significa “suspender” os conceitos que se tem a respeito de alguém, e permitir que este se construa diante de nós com suas qualidades e imperfeições, ou seja, com aquilo que realmente é.

Não é pelo fato de o outro não fazer o que achamos certo que ele não mereça nosso amor. Amar é crer no outro, mesmo quando este não corresponda às nossas expectativas e idealizações. É permitir que ele seja mais, que vá além de nossa visão, muitas vezes, distorcida e negativa.

Existem muitos que deixam de descobrir pessoas maravilhosas por causa do preconceito e das primeiras impressões. Há outros que deixaram passar “o grande amor” de suas vidas, porque não tiveram paciência para descobri-lo aos poucos.

Conhecer alguém leva tempo, e para se viver o amor com autenticidade é preciso ter coragem de conhecer o outro, gastando tempo com ele e dando-lhe chance de ser mais do que aquilo que pensam ou dizem a seu respeito. As aparências enganam, nem tudo é do jeito que pensamos. Quem vive aberto ao novo, sempre acumula registros de pessoas que passam, marcam, ensinam e, principalmente, acrescentam novos limites de compreensão para nossos conceitos.

Aprendamos na prática a bem amar, pois assim alcançaremos uma vida feliz e conquistaremos sólidos e profundos relacionamentos.

Ame sempre, sem medo, ame sempre!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.