Conselhos de nutricionista

Em primeiro lugar, só existe colesterol em alimentos de origem animal. Portanto, todo alimento que não vier do reino vegetal tem colesterol e precisa ser consumido com moderação.

Evite alimentos ricos em gordura saturada, como carnes gordas (cupim, contra-filé), miúdos e vísceras, manteiga, creme de leite, leite e iogurte integrais. Nessa listinha, pode-se acrescentar os frutos do mar (riquíssimos em colesterol), gema de ovo, lingüiça, presunto gordo, mortadela, salame. Se fizer questão de comer embutidos, experimente os feitos de peru e chester, que também existem na versãolight, contendo menos gordura e sal.

Aqui vale a pena abrir um parêntese sobre a diferença dos produtos light e diet. Para a legislação, diet é o produto do qual foi suprido algum ingrediente, como o açúcar, e que nesse caso é o que deve ser consumido pelos diabéticos. Já os produtos light são aqueles que sofreram uma redução calórica. Tudo que tiver escrito light na embalagem tem pelo menos 25% menos calorias que o mesmo produto original

Consuma no máximo quatro gemas por semana, pois são ricas em colesterol. Caso o seu colesterol sangüíneo esteja elevado, não consuma mais que duas gemas por semana. Não esqueça de contar as gemas chamadas invisíveis, que estão escondidas nas receitas de panquecas, bolos e cremes.

Quando for comprar carne, prefira os cortes magros: alcatra, coxão mole, coxão duro e patinho. Dê preferência às carnes brancas, como o peixe e o frango. Não se esqueça de retirar a pele e a gordura visível das carnes.

Fuja de torresmos, banha, bacon, toucinho, requeijão, chocolate e produtos que contenham manteiga de cacau.

Quando aparecer leite como ingrediente de uma receita, dê preferência ao desnatado, pois ele praticamente não tem gordura. Para você ter uma idéia, o leite integral tem de 3,4% a 4% de gordura, o semidesnatado, de 1% a 2% de gordura e o desnatado, praticamente 0%. E todos são equivalentes quanto ao teor de cálcio.

O mesmo vale para os iogurtes. Dê preferência aos desnatados, pois, assim como o leite, contêm cálcio e são praticamente isentos de gordura.

Quando for escolher queijos, fuja dos gordurosos, aqueles amarelos do tipo parmesão, provolone, prato, brie, camambert, gouda etc. Dê preferência em primeiro lugar à ricota e depois aos chamados queijos magros, como cottage, queijo-de-minas fresco ou light.

Controle também o consumo das gorduras vegetais (óleos, castanhas, amendoim). Embora não contenham colesterol, o excesso de gordura na dieta contribui para o aumento das taxas sangüíneas de LDL.

Por outro lado, o abacate, as amêndoas e as avelãs, fontes de gordura monoinsaturada, são agora permitidos, claro que com moderação, pois protegem o coração.

Azeite de oliva ou óleo de canola também são ricos em gordura monoinsaturada, que aumenta o nosso bom colesterol (HDL) e diminui o mau colesterol (LDL).

Fonte: Livro: “Um coração saudável”, de Dr. Roque Marcos Savioli

Comentários

comentários

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Testemunhos.
↑ topo