Semana Maior

Quinta-Feira Santa: Jesus nos convida a estar com Ele

Quinta-Feira Santa: todos são convidados a estar com Cristo

Iniciamos hoje, Quinta-Feira Santa, o “Tríduo Pascal”. São dias nos quais fazemos memória ao mistério de amor: Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, centro de toda ação litúrgica. Neste dia, celebra-se, pela manhã, a Missa Crismal, ou seja, todos os sacerdotes se reúnem ao redor do bispo, no altar de cada diocese, em sinal de comunhão eclesial, para renovar as promessas sacerdotais.

Quinta-Feira-Santa-Jesus-nos-convida-a-estar-com-Ele

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

É de suma importância voltar o coração àquele momento do propósito do eleito, da promessa de obediência, da imposição das mãos e da oração consecratória, ao dia da ordenação de cada sacerdote.

Celebração do sacerdócio ministerial

A Igreja celebra, hoje, a instituição do sacerdócio ministerial. Este se fundamenta na livre oferta de Nosso Senhor Jesus, que, na Última Ceia, apresentou um novo mandamento: o mandamento do amor, que foi expresso pelos gestos, pelo silêncio carregado de sentido, pelas palavras profundas e comoventes, que instituíram o Grande Sacramento do Amor, maior que a morte: “Tomai e comei, tomai e bebei” (cf. Mt 26,26-27).

O sacerdote é um homem que atua a partir de Deus

Com um profundo gesto do lava-pés, sinal de humildade do servo que veio “para servir e dar a vida pelas ovelhas” (cf. Jo 10,11), Ele se faz exemplo para o sacerdote. Tudo se concretiza na cruz. Advém disso a certeza de que o sacerdote é um homem que atua a partir de Deus, por estar em comunhão íntima com Jesus Cristo.

Fomos motivados pela CNBB, por meio do “Texto-base” para a Campanha da Fraternidade Ecumênica – ocorrida no ano de 2016 -, a refletir sobre a “Casa comum, nossa responsabilidade”. Todavia, cada ser humano é responsável, antes e acima de tudo, pelo próprio coração, templo de Deus. É a primeira casa a ser cuidada, para então zelarmos por toda criação, como partilha de quem faz uma constante experiência de redenção que transborda as demais criaturas.

Leia mais:
.: Como viver a Semana Santa?
.: A espiritualidade da Quinta-feira Santa é repleta de sentido
.: O sentido das celebrações que antecedem a Páscoa

Todos são convidados a estar com Cristo

Nesta Semana Santa, dias de subida interior ao Monte das Oliveiras, somos convidados a estar em profunda intimidade com Cristo, com Aquele que venceu a morte. Ele nos convida: “Ficai aqui e vigiai Comigo” (cf. Mt 26,38). Esse é o sentido desta noite santa, que celebramos no dia de hoje: permanecer com Jesus. Ao permanecer com Ele, tomamos consciência de que não estamos sozinhos, pois o Senhor sempre está conosco, ao nosso lado. É Ele quem dá sentido a tudo o que vivemos, até para os nossos sofrimentos, para as realidades que nem sempre encontramos explicação. Nem Jesus quis ficar sozinho, por isso convidou Seus amigos para passarem essa noite sofrida com Ele. E você, tem preferido ficar sozinho?

Padre Valdnei Rosa Teodoro
Membro da Comunidade Canção Nova

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.