Viver bem

Saiba como o autoconhecimento nos ajuda a viver melhor

O verdadeiro conhecimento vem de dentro (Sócrates)

Nem sempre é fácil trilhar este caminho de autoconhecimento. Não é fácil descobrir quem somos e para que fomos criados. Você já parou para pensar em quem, de fato, você é? Só conseguiremos ser aquilo que Deus projetou para nós quando tivermos a coragem de nos conhecer. Estamos muito ligados às nossas emoções, metas e frustrações, ligados aos nossos anseios etc.

Saiba como o autoconhecimento nos ajuda a viver melhor - 940x500

Mas uma coisa é certa: o homem tem sede de seu Criador. Deus semeou em nosso coração o desejo de conhecê-Lo, e temos muitos meios que nos conduzem a isso. Só podemos conhecer os outros à medida que nos damos a conhecer.

Amados, Deus tem um projeto maravilhoso para nossa vida. Às vezes, escondemos-nos d’Ele, justamente para ficarmos escondidos em nossas dores. Nossos medos nos cegam, impedindo-nos de enxergar a realidade.

Quantas vezes somos paralisados por causa dos nossos medos! Medo da morte, medo de entrar em um relacionamento novo e nos frustrarmos, medo da perda… Enfim, são tantos medos! Mas não podemos carregar essa muleta: temos de nos conhecer melhor para tomarmos posse daquilo que somos.

Deus pensou no homem quando criou todas as coisas, e “o aspecto mais sublime da dignidade humana está nessa vocação do homem à comunhão com Deus” (CIC, 27). O Senhor formou o homem do barro, da terra e, nas narinas, inspirou-lhe um sopro de vida, e o homem se tornou um ser vivente.

Quando Deus criou o homem, Ele o encheu de vitalidade. O homem foi criado do barro, Deus soprou-lhe a vida. Assim, ele se tornou um ser vivente.

Você não é um qualquer, você é filho de Deus. O Pai, desde o início, pensou em você. Quando mergulho nessa Palavra, meu coração se enche de alegria, porque percebo claramente o carinho d’Ele para comigo. Pode ser que você já tenha ouvido falar, muitas e muitas vezes, que Jesus o ama e olha por você… Mas nada mudou na sua vida.

Isso tem um motivo: quando temos uma comunhão profunda com o Espírito Santo, a nossa sensibilidade se ajusta para captar as mais sensíveis moções do Senhor em nossa vida. Só assim conseguimos tocar no amor poderoso e bondoso de Deus. Não é uma mágica, um encanto, isso se chama experiência com o Espírito Santo. Podemos ver em várias passagens bíblicas: todas as pessoas que tiveram sua vida mudada experimentaram o poder do Senhor.

Hoje, os consultórios psiquiátricos e psicológicos estão lotados, porque as pessoas se tornaram enfermas emocionalmente. Estamos constantemente expostos às mudanças bruscas do mundo, somos cobrados, precisamos dar respostas rápidas diante dos acontecimentos. Como lidar com essa pressão toda? Primeiro, temos de aprender a lidar com nossas emoções, precisamos reordenar nosso interior para que possamos gerir melhor nossa vida e nos tornar mais abertos à moção de Deus.

A busca sedenta por quem somos nos ajudará a não nos enganarmos: existe o homem velho em nós. Mas isso não pode nos desanimar. Somente descobrindo essa realidade e reconhecendo que precisamos da ajuda do Alto, Deus poderá intervir e mudar nossa vida.

Se existe algo, no entanto, em que Deus não interfere, é em nossa liberdade. Portanto, precisamos querer essa renovação em nossa vida. Não temos consciência da imensidão do olhar de Deus em nossa vida; Ele olha para nós com amor e profundidade.

Quando olho para mim mesmo, vejo que tenho muito pouco para oferecer para este Deus, porque sou pecador e tenho minhas misérias, mas a bondade do Senhor e a Sua Misericórdia infinita são capazes de multiplicar o que tenho e fazer uma renovação em minha vida.

Saiba como o conhecimento pode nos ajudar a viver melhor Trecho do livro “A força de um clamor” – Carlos Biajone

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.