Sublime Amor

Se você tivesse que receber uma chicotada, ou um murro do Mike Tyson por cada pecado que você cometeu, desde que você se entende por gente… quantas chicotadas, ou murros você levaria?

Tá bom! Vou ser bonzinho com você! Para cada pecado, você poderia escolher se iria levar um chute, um murro ou uma chicotada. Estou sendo bonzinho, que é para você não sofrer apanhando no mesmo lugar… Será que você apanharia muito?!

Eu não sei se você sabe, mas antes de Jesus vir ao mundo, bastava um único pecado e você já estaria condenado ao fogo ardente do inferno. Digo isso porque antes de Jesus não havia perdão. Antes de Jesus, não havia Padre para confessar os pecados da gente. Não tinha jeito mesmo!

Quando Jesus veio ao mundo, Ele instituiu o perdão dos pecados. Nenhum outro tinha poder para perdoar os pecados (cf. Lc 5,21). Para nós, o Céu era algo impossível. Mas quando Jesus morreu pelos nossos pecados e sofreu as nossas dores, Ele abriu para nós a possibilidade de um dia alcançarmos o Céu.

Para que isso acontecesse, Ele sofreu por nós, tudo o que mereceríamos sofrer. Ele se entregou por nós. Deu-se por nós. Todas as chicotadas, chutes e pontapés que eu e você mereceríamos receber pelos nossos pecados, Jesus recebeu por nós.

Imagine você, que Jesus apanhou com um instrumento denominado “flagrum”, de origem romana. Este instrumento é bastante semelhante a um chicote de três tiras, que possuem em cada extremidade duas bolinhas de chumbo. Ele recebeu mais de cem chicotadas, mesmo sendo a lei limitada a trinta e nove apenas. Esta agressão foi feita antes de Jesus ser encaminhado para a cruz e, deixou cortes profundos por todo o seu corpo.

Só que não parou por ai. A coroa que Jesus recebeu na cabeça, foi feita com uma planta tipo “Zizifus Spina”, da família das ramnáceas e, não foi colocada com todo cuidado, devagarzinho, com jeitinho, na cabeça de Jesus. Segundo os estudiosos do Santo Sudário, a coroa, foi enterrada na cabeça de Jesus, na base da paulada. Mais de 70 espinhos perfuraram a cabeça de Jesus, provocando sérios sangramentos e hematomas.

Ainda tem mais! Levando em observação os estudos do Santo Sudário, podemos afirmar que Jesus carregou, sobre os ombros, o Patíbulo (tronco horizontal da Cruz). No Calvário, deitaram-No no chão sobre a madeira e O pregaram com cravos nas mãos. Estes perfuraram o carpo – uma das três partes que compõem a mão. Um único cravo grande perfurou os dois pés de Jesus e atingiu a madeira. O cravo passou entre o segundo e o terceiro metatarso.

A gente quando vê uma imagem de Jesus na cruz, pensa que Ele só sofreu uns cortes, umas “pancadinhas”… Jesus, na cruz, estava todo desfigurado. Era uma ferida só.

E isso tudo era para mim e para você. Éramos nós que deveríamos estar naquela cruz, porque nós ofendemos a Deus. Somos nós que, com nossa ignorância, orgulho e prepotência, decidimos o caminho do pecado. Por isso, nada mais justo do que nós mesmos estarmos na cruz.

Mas Jesus não permitiu isso. Ele morreu por nós! Ele sofreu por você e por mim! E mais…

Em nenhum momento Ele murmurou. Ele foi até o fim. Com isso, Ele conseguiu que nós pudéssemos, um dia, alcançar o Céu. Para isso, basta lutarmos para sermos santos. Mas se um dia cairmos, basta confessar nossas faltas, e retomarmos o caminho. Isso não é maravilhoso?

Portanto, amigo internauta, hoje é tempo louvar ao Senhor pelo seu sacrifício supremo. E também é tempo de nos rever. Se você precisa retomar o caminho da Santidade, vá até um sacerdote, confesse seu pecado, retome a santidade! Ele morreu por você! Não deixe o Sacrifício de Cristo se perder… lute para ser santo! Lute para conseguir ver, um dia, a Face do Senhor, que Te Ama e que mandou seu Próprio Filho para sofrer, por você, o castigo que você mereceria viver.

Um abraço,

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.