Fé é atitude

Como o cristão deve viver? O que caracteriza a existência cristã? Você, certamente, já pensou sobre essas perguntas! Tenho fé; creio em Deus… Mas qual a incidência da minha fé na minha vida de cada dia? Não podemos separar fé e vida, seja dentro da Igreja, seja andando pela rua não deixamos de ser quem somos. Divorciar a fé da vida é desacreditar a fé e matar a vida! Sem vida, a fé de nada vale; e sem fé, a vida perde o sentido!

Mas, o que é a fé? Fé não se resume na aquisição de conhecimentos, embora estes sejam necessários. Não basta conhecer Jesus, a Igreja e os artigos do Catecismo da Igreja Católica. A fé antes de ser pensada, deve ser celebrada! Fé, antes de ser conhecimento, é seguimento, mesmo no sofrimento! Guarde bem isso! A fé que não gera em nós uma atitude, não é fé verdadeira! É clássica a afirmação de São Tiago: “Mostra-me a tua fé sem as obras, que mostrarei pelas minhas obras a minha fé.”

A comunidade cristã é essencialmente uma comunidade de seguidores. Seguir significa conviver, acompanhar, estar junto… Ter fé em Jesus é conviver com Ele, acompanhá-Lo, estar junto d’Ele. É dizer como Pedro: “Mestre, é bom estar aqui Contigo.” Esse seguimento fiel e assíduo nos converte e nos transforma. Na medida em que convivemos com o Senhor, vamos nos deixando moldar por Ele. Passamos a ser outros “Cristos” – é isso que significa a palavra cristão: ser Cristo para os irmãos!

Assim, a vida cristã deve ser banhada e iluminada pela fé! Resumindo, isso quer dizer, no mínimo, duas coisas:
1ª. Tenho fé porque sei em quem depositei a minha fé! Sei que mesmo no sofrimento não estou sozinho. Deus está comigo. Ele é nosso Deus auxiliador (Leia os poemas do ‘Servo Sofredor’ no livro de Isaías).
2ª. A fé que tenho deve ser traduzida em compromisso concreto com a missão de Jesus. Preciso ser fiel a Ele e tentar reproduzir em minha vida os gestos e as palavras d’Ele.

É claro que não estou fazendo, aqui, qualquer tipo de defesa à preguiça intelectual. Aprender a fé estudando a Bíblia e artigos religiosos é muito importante. Quando a gente ama, procura conhecer profundamente a pessoa amada! Por isso, precisamos ler, meditar e refletir a Palavra de Deus e a doutrina cristã. Mas como devemos fazer isso? Com toda distância, isenção e imparcialidade? Claro que não. Não podemos abdicar da nossa fé quando, ao estudar, procuramos aprofundá-la. Se deixássemos a fé de lado na hora de estudá-la, nos assemelharíamos a um médico legista que, no frio do mármore, estuda um corpo sem vida.

Assim como o caminho se faz caminhando, a fé se faz praticando! Não é algo que guardo na cabeça e no coração, mas que, porque a guardo na cabeça e no coração, move minhas palavras e minhas atitudes!

Fé é vida e a vida do cristão é fé!

Dito mais simplesmente, a fé nasce primeiro de um encontro com o Senhor. Depois disso, vamos nos outros encontros com Ele, nos encantando cada vez mais com aquilo que Ele diz e com aquilo que Ele faz!

Finalmente, no do Salmo 116, temos uma síntese do que foi dito anteriormente: “Andarei na presença do Senhor!” Vida cristã é exatamente isso. Andar na presença do Senhor, de tal maneira que passemos pela terra fazendo o bem (cf. At 10, 38)

Comentários

comentários

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Diversos.
↑ topo