Aparecida: Fé cura menina de cegueira

Em 1847 nos sertões de Jaboticabal, morava uma mulher muito pobre de nome Gertrudes Vaz, possuía 2 filhos, um rapaz de nome Malaquias e uma menina que nascera cega.
Malaquias anualmente vinha a Aparecida cumprir suas promessas pois era devoto de Nossa Senhora, e quando de sua volta contava a mãe e a irmã os muitos milagres que havia visto.

A ceguinha sempre mostrou desejo de visitar Aparecida e conhecer Nossa Senhora, mas esse desejo era sempre truncado, pois a mãe não tinha dinheiro suficiente para a viagem. Sua mãe dizia que a viagem seria longa e gastariam 3 meses, além do mais a menina não iria ver. A ceguinha no entanto insistia e dizia a sua mãe que seu desejo era de apenas tocar na Santa Milagrosa, e quanto a viagem pediriam esmolas até chegarem a Aparecida.

Dona Gertrudes disse a sua filha que viria a Aparecida se tivesse a quantia de cinco mil reis para as despesas e então a ceguinha pediu ao seu tio e este lhe deu dez mil reis.

Assim sendo as duas partiram felizes para conhecerem a Santa Milagrosa. Ao chegarem no Alto na Boa Vista, no bairro das pedras, numa distância de 3 quilômetros da Capela, a mãe pegando no braço da filha disse que estavam chegando e a ceguinha levantando a cabeça disse a sua mãe:

Olha mãe aquela não é a Capela de Nossa Senhora Aparecida?
Dona Gertrudes respirando mais facilmente e ao mesmo tempo espantada e feliz perguntou a filha:
Você está enxergando filha?
E a menina sem exitar retrucou:
Sim mamãe estou enxergando tudo, de repente vi uma luz que me clareou a vista.

Alegres e felizes chegaram a Capela onde pela primeira vez viram a imagem milagrosa de Nossa Senhora Aparecida.

Nossa Senhora Aparecida… rogai por nós!!!

Comentários

comentários

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Diversos.
↑ topo