amor

Sexualidade humana: existe uma ordem para vivê-la?

Se a sexualidade tem uma ordem, qual seria?

O termo “ordem” constitui, atualmente, um termo muito ambíguo. Para a imensa maioria, “ordem” deriva exclusivamente de mandato, norma ou lei. Esquecemos completamente o verdadeiro significado do que, em si mesmo, significa ser ordenado ou ordenar algo. Estar ordenado faz referência direta ao direcionamento, à condução e direção que tomam as coisas por si mesmas, porque nelas se encontra escrita essa ou aquela direção, ou porque foram criadas com esse único objetivo.

O amor é muito mais do que um mero sentimento. A sexualidade, quando vivenciada no amor, exige a fidelidade e a lealdade das pessoas que desejam vivê-la plenamente, ou seja, como um todo.

Confira, no vídeo abaixo, o que o Padre Rafael Solano explica sobre esse tema:

 

Leia mais:
::Sexualidade: entenda o seu verdadeiro significado
::Os malefícios e consequências do sexo praticado precocemente
::Será que sou homem ou será que sou mulher?
::É possível ter uma vida sexual ativa na terceira idade?


Padre Rafael Solano

Sacerdote da arquidiocese de Londrina (PR). Mestre e doutor em Teologia Moral pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma e pós-doutorado em Teologia Moral e Familiar pelo Pontifício Instituto João Paulo II de Roma, Universidade Lateranense de Roma. Atua como consultor da CNBB setor vida e família e como professor de Teologia Moral e Bioética na PUC (PR), Campus Londrina.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.