mulheres de Deus

Quais os traços de mulheres fortes da Bíblia que precisamos ter?

As mulheres da Bíblia têm muito a nos ensinar

Culturalmente, dedica-se mês ou dia para comemorar algo considerado importante. O mês de março foi escolhido para festejar o Dia da Mulher. Algumas mulheres gostam dessa data, outras a questionam, pois, afinal, todos os dias são delas, porque, conhecidas ou desconhecidas, desempenham papéis na sociedade como profissionais, esposas, mães entre outros. Cada uma à sua maneira contribui para que a roda da humanidade continue circulando.

Precisamos olhar no espelho do passado que reflete o presente, para aprender, com os exemplos bíblicos, os traços e as atitudes de mulheres fortes que podem nos ajudar a sermos melhores.

Quais os traços de mulheres fortes da biblia que precisamos terFoto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Maria

Maria, escolhida para ser Mãe de Jesus, aceita fazer a sua parte no plano de salvação, porque confia no Senhor. Essa menina mulher, com sua humildade cantada no Magnífica, ensina-nos que esse é um traço importante para uma cristã, pois reconhece que tudo é grandeza e bondade de Deus. Num mundo de vaidades, de egos e luta de poder, a realeza acontece na humilde de Nazaré, porque a vida humana se realiza no cotidiano da existência.

Ana

Ana, mãe do profeta Samuel, durante anos viveu a esterilidade, mas nunca desistiu de clamar ao Senhor. Sua perseverança na oração precisa ser apreciada e seguida por quem quer caminhar na estrada da conversão. Venceu o preconceito da cultura, as perseguições da outra esposa de seu marido e a desconfiança do sacerdote sobre sua sobriedade. Seu foco na misericórdia de Deus e sua persistência lhe trouxeram a vitória, mas, após desmamar, ela entregou o filho tão esperado para o serviço no templo. Ela pode não ter vivido para ver, porém a história nos mostra que Samuel se transformou num grande sacerdote e profeta. Tudo começou com a atitude corajosa de uma dona de casa.

Maria Madalena

Marginalizada e endemoninhada, Maria Madalena nos mostra a importância de um encontro pessoal com Jesus. A coragem de recomeçar de forma diferente nos ensina que nunca é tarde para vivermos um processo de conversão. Essa mulher não só mudou a sua vida, mas, como discípula, contribuiu com a missão de Jesus, tanto que foi recompensada, sendo a primeira a vê-Lo ressuscitado. Não importa de onde veio nem onde está, mas sim para aonde vai.

Ester

Ester, uma órfã judia, por mais um golpe duro da vida se encontra dentro do palácio de Assuero, rei da Pérsia. Ela se torna esposa dele sem que ele saiba de sua nacionalidade. Porém, ao descobrir as armações contra seu povo, ela não se acovarda diante de situações difíceis, entra no seu quarto e se prepara espiritualmente com orações e jejuns. Ester nos ensina a não sermos intempestivas, pois mulher sábia busca soluções em Deus. A sabedoria é um dom do Senhor e precisa ser cultivada no relacionamento pessoal com Ele.

Leia mais:
::As maravilhas de Deus na vida de uma mulher
::Sete atitudes de mulheres da Bíblia que toda cristã deveria imitar
::Bondade e beleza fazem parte da mulher
::A nobre realização da alma feminina

Raab

A prostituta Raab nos ensina a temermos Deus. No livro de Josué, na Bíblia, essa mulher faz a maior profissão de fé diante dos espiões que escondeu. Apesar de ser pagã, ela já tinha ouvido falar do poder de Deus, o seu coração já tinha se submetido a esse poderio. Essa personagem bíblica nos leva a uma reflexão, pois, muitas vezes, enquanto cristã, duvidamos do que Deus pode fazer na vida de uma pessoa.

O livro dos Provérbios nos fala da mulher virtuosa, ela não tem nome, pois é cada uma de nós. O autor faz uma pergunta: “A mulher de valor, quem a encontrará?”. Ele mesmo responde, listando as características confiável, alegre, trabalhadeira, generosa, comerciante, forte, digna e sábia. E encerra com uma frase: “O encanto é enganador e a beleza passageira, a mulher que teme o Senhor, essa sim merece elogios”. Eis um convite para reflexão neste mês festivo.


Ângela Abdo

Ângela Abdo é coordenadora do grupo de mães que oram pelos filhos da Paróquia São Camilo de Léllis (ES) e assessora no Estudo das Diretrizes para a RCC Nacional. Atua como curadora da Fundação Nossa Senhora da Penha e conduz workshops de planejamento estratégico e gestão de pessoas para lideranças pastorais.

Abdo é graduada em Serviço Social pela UFES e pós-graduada em Administração de Recursos Humanos e em Gestão Empresarial. Possui mestrado em Ciências Contábeis pela Fucape. Atua como consultora em pequenas, médias e grandes empresas do setor privado e público como assessora de qualidade e recursos humanos e como assistente social do CST (Centro de Solidariedade ao Trabalhador). É atual presidente da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos) do Espírito Santo e diretora, gerente e conselheira do Vitória Apart Hospital.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.